2021-04-13
Batentes de Proteção Everlux
Os batentes de proteção Everlux são equipamentos de prevenção que oferecem amortecimento ao choque, diminuindo os efeitos de uma colisão, garantindo a correta sinalização de obstáculos.
2021-04-13
Batentes de Proteção Everlux
Os batentes de proteção Everlux são equipamentos de prevenção que oferecem amortecimento ao choque, diminuindo os efeitos de uma colisão, garantindo a correta sinalização de obstáculos, assim como previsto na ABNT NBR-16820. Por serem fotoluminescentes, não só minimizam as consequências de um choque, como também os evitam, pois são visíveis mesmo na ausência de luz.

Esta é uma solução apropriada para locais com a possibilidade de choques e impactos, como por exemplo em tetos rebaixados ou esquinas expostas, capaz de causar algum acidente aos usuários, ou mesmo em estacionamentos, onde é muito comum a batida das portas dos veículos em paredes ou colunas.

Eles são compostos por perfil de CR - Borracha de Policloropreno 1, com densidade de 500±50kg/m3 e uma espessura de 16±1.3mm, revestida com material fotoluminescente Everlux.

Além disso, os batentes de segurança Everlux possuem garantia de 03 anos, proporcionando o melhor custo x benefício do mercado.


Dependendo do ângulo das superfícies que serão protegidas, utilizam-se:


Cada batente é fornecido com uma fita adesiva de alta fixação, permitindo uma fixação simples, rápida e eficaz.






Cada batente é fornecido com 2 fitas adesivas de alta fixação (uma em cada face interna), permitindo uma fixação simples, rápida e eficaz.





Os dois batentes também podem ser aplicados em conjunto, de modo a aumentar a área de proteção.









Exemplos de aplicação do batente de proteção



O material apresenta bom comportamento em caso de incêndio, é considerado um produto "Não Inflamável”, sendo classificado como "Classe M1” de acordo com a Norma NF 16101 § 6.

Impressão

Serigráfica, com tintas de elevada qualidade, resistentes aos raios UV.

Limpeza

Produto que não requer cuidados especiais. Basta limpar com um pano seco ou umedecido com água (sem detergentes).

Garantia

Em condições normais de aplicação (em ambiente interior) e limpeza adequada, possui garantia de 3 anos.
A durabilidade e garantia dos batentes Everlux são condicionadas pelo tipo e estado da superfície (material, nível de rugosidade, porosidade, etc.) onde é aplicado o produto, pelas condições de limpeza em que a superfície se encontra (só uma superfície livre de poeiras, gordura e todo o tipo de sujeiras, permitirá uma boa adesão), e pela temperatura de aplicação.
O adesivo utilizado nos batentes é composto por uma trama de poliéster de dupla face impregnado de um adesivo permanente que possibilita uma fixação instantânea.
A temperatura de aplicação dos batentes de segurança Everlux deverá ser superior a +10ºC. Uma vez aplicado à temperatura de aplicação recomendada, possíveis alterações de temperatura são geralmente bem toleradas pelo adesivo (-30ºC a +65ºC), não alterando as propriedades de adesão.
A borracha de policloropreno apresenta boa resistência às intempéries, ao envelhecimento e aos agentes químicos.

Os produtos fotoluminescentes Everlux não contêm substâncias radiativas. Em termos de toxicidade são considerados produtos seguros.

Qualidade e Certificação

A qualidade dos produtos Everlux é garantida por um processo de controle de qualidade rigoroso utilizando métodos de ensaio em laboratório próprio e observando as normas aplicáveis.
Para mais informações sobre os batentes de proteção e segurança Everlux acesse o catálogo digital.
E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país.

Para mais informações sobre os batentes de proteção e segurança Everlux acesse o catálogo digital.

E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país.


2021-03-02
10 Dicas para a Sinalização de Extintores
Devido a inúmeras dúvidas quanto à correta sinalização de extintores, elaboramos este artigo contendo as 10 dicas para auxílio na sinalização deste importante equipamento de extinção.
2021-03-02
10 Dicas para a Sinalização de Extintores

A sinalização de extintores é obrigatória na área de prevenção contra incêndio. A sua correta instalação é de suma importância, pois garantirá aos usuários maior facilidade para identificação e acesso aos extintores em caso de princípio de incêndio.

Além disso, a correta sinalização auxiliará na aprovação do bombeiro que fará a vistoria na edificação que estiver em processo de solicitação ou renovação do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

Devido a inúmeras dúvidas quanto à correta sinalização dos extintores, elaboramos este artigo contendo as 10 dicas para auxílio na sinalização deste equipamento de extinção.




1-Simbologias e locais indicados para sinalização de extintores

A norma NBR-16820 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) elucida a simbologia apropriada para identificação dos extintores e outra para identificação dos extintores sobre rodas. Ela define esta sinalização como básica ou obrigatória e orienta a sua instalação a uma altura não inferior a 1,80 metros do pavimento acabado, imediatamente acima do extintor.

Símbolo do Extintor de Incêndio

Símbolo do Extintor Sobre Rodas

Exemplo de altura de instalação de sinalização dos extintores

As colunas que estiverem com extintores instalados devem possuir sinais em suas faces visíveis.

Quando não for possível a visualização da sinalização, deve-se utilizar a sinalização perpendicular ou angular. Neste caso, a sinalização deve ser disposta perpendicularmente às paredes dos corredores que integram as rotas de fuga, de modo que possam sempre ser visualizadas frontalmente.



Exemplos de sinalização angular


Além disso, se faz necessária a sinalização de solo utilizada para indicar a sua localização e evitar a sua obstrução.

Ela deve possuir símbolo quadrado na medida de 100cm x 100cm, com a cor de fundo vermelha na medida de 70cm x 70cm e a sua borda amarela com largura de 15cm.

Sinalizador de solo para equipamentos de combate a incêndio




2-Modelos de sinais complementares de extintores

A sinalização indicativa da classe do extintor com as proibições e indicações são instaladas logo acima dos extintores e complementam a sinalização básica.

É possível sinalizar a classe de fogo dos extintores juntamente com espaço para identificação numérica, possibilitando a identificação do registro no Relatório Geral de Serviços (RGS) de numeração e recargas, além de informar a numeração patrimonial.


Sinalização de agentes de extintores


Há também a possibilidade de sinalizar o extintor com a sinalização nível superior, complementado com a identificação do agente de extintor. Esta sinalização deve ser apenas utilizada em locais onde seja instalado a 1,80 metros de altura, pois em altura superior, ele perde a legibilidade da informação do agente de extintor e sua eficácia. Estes sinais não são referenciados na NBR-16820, entretanto são utilizados em alguns dos Estados brasileiros que possuem Instruções Técnicas próprias e não utilizam as normas da ABNT como referência normativa.

 

Sinalização de extintor nível superior complementado com identificação do agente de extintor

Alguns Corpos de Bombeiros de Estados brasileiros possuem simbologias diferentes das simbologias utilizadas na NBR-16820 da ABNT e pela IT-20 (Instrução Técnica No. 20) do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.

Por isso é importante ficar atento à legislação do Corpo de Bombeiros do seu Estado para a escolha exata da simbologia dos extintores para sua região.

 



3-Tamanho adequado para sinalizar os extintores


O sinal do extintor deve possuir um tamanho proporcional à sua distância máxima de observação.

Por isso, o seu tamanho pode variar de acordo com a distância de visibilidade da localização onde será instalado, como visualizamos no exemplo abaixo:


Para dimensionar o tamanho exato da sinalização em função à sua distância de visualização, a NBR-16820 da ABNT apresenta as seguintes fórmulas:






4- Fixações utilizadas para sinalização de extintores

 A solução correta utilizada para fixação da placa do extintor proporcionará maior eficiência em sua visualização e consequentemente maior agilidade na utilização do equipamento.

Por isso é importante analisar qual tipo de fixação será utilizada para cada local onde houver um extintor instalado.

Conheça os tipos de fixação disponíveis:

  • ·Fixação Paralela à Parede

A sinalização possui apenas uma face para aplicação paralela à parede. O sinal é visível apenas de frente. No momento da instalação e tamanho da placa, considera-se sempre a área de visibilidade frontal de 90º.



  • ·Fixação Perpendicular à Parede

A sinalização perpendicular à parede trata da sinalização de duas faces para aplicação de forma perpendicular à parede. O sinal do extintor é visível apenas dos lados e não de frente. Esta solução é recomendada para instalação em extintores instalados nos corredores.



  • ·Fixação Suspensa de Teto

A sinalização suspensa de teto possui duas faces para aplicação. Os sinais são fornecidos com 2 furos para aplicação de cabos ou correntes de suspensão. Esta solução é recomendada para instalações em ambientes onde não possuem paredes para fixação como em corredores de indústrias ou no centro de galpões e centros de distribuição, por exemplo.

  • ·Fixação Panorâmica ou Angular

De acordo com a ABNT NBR-16820, a sinalização panorâmica ou também chamada de angular, possui duas faces que garantem uma visualização de 180º. O sinal é visível de frente e dos lados e é recomendado para sinalização de extintores instalados em corredores e em colunas.



O tamanho dos sinais panorâmicos para instalar em pilares deve ser selecionado em função da largura da abertura do pilar. Um pilar com uma largura de 300mm necessitará de um sinal de 200x200mm (largura de cada uma das faces do sinal), por exemplo.





 

5- Resistência à propagação de chamas como requisito de desempenho da sinalização de emergência

A norma NBR16820 da ABNT, utilizada como referência pela maioria dos Corpos de Bombeiros dos Estados brasileiros, enfatiza a necessidade da característica auto estinguível da sinalização de emergência.

Em contato com o fogo, a sinalização pega fogo. No entanto, ao retirar o agente de fogo em contato direto com a placa, ela deve parar de propagar chamas de forma instantânea.

Este é um requisito muito importante para a sinalização dos extintores, pois são encontradas no mercado muitas placas confeccionadas em materiais não adequados como é o caso do papel, por exemplo, que visivelmente estão em desacordo com esta exigência normativa.

Há outros modelos de placas que são produzidas em poliestireno não resistente ao fogo (conhecido como P.S.) e que não possuem esta característica de desempenho. Neste caso, em contato com o fogo, as placas começam a gotejar o seu substrato com fogo (igual há um saco plástico pegando fogo), sendo altamente perigoso para o aumento da propagação de chamas em caso de um princípio de incêndio.

 


 

6- Resistências necessárias para a sinalização de emergência

A norma NBR-16820 da ABNT também enfatiza a necessidade de outras resistências que compõe a sinalização de emergência como: Resistência a limpeza conforme ensaio estabelecido na NBR ISO 105-X12, resistência à névoa salina conforme ISO 9227, e resistência ao intemperismo conforme ensaio estabelecido na ISO 16474-2.

Em resumo, a sinalização de emergência deve ser composta por uma série de resistências, o que a difere 100% de uma simples comunicação visual.




7- Fotoluminescência na sinalização de extintores

Segundo a norma NBR-16820, assim como a IT-20 do Corpo de Bombeiro do Estado de SP e das instruções técnicas da maioria dos Estados brasileiros, a sinalização indicativa do extintor deve possuir o efeito fotoluminescente.

Ela deve ser capaz de absorver e armazenar os fótons quando em contato com a iluminação natural ou artificial para liberá-los em formato de brilho no momento de ausência da luz.

Esta característica é fundamental para a sinalização de emergência, pois a energia elétrica é cortada em caso de princípio de incêndio e a sinalização deve brilhar no escuro, continuando a exibir a sua mensagem de segurança.

Portanto, é de suma importância verificar no momento da escolha da sinalização do extintor se ela possui a fotoluminescência necessária.




 

8- Verificação da eficiência fotoluminescente

A sinalização do extintor não basta apenas possuir o efeito fotoluminescente. De acordo com a norma NBR-16820 da ABNT, a sinalização deve possuir as seguintes características fotoluminescentes:

Os sinais fotoluminescentes em nível superior devem apresentar a luminância mínima de 140mcd/m2 (milicandelas por metro quadrado) em intensidade luminosa após 10 minutos no escuro. Após 1 hora no escuro, os sinais devem apresentar a luminância mínima de 20 mcd/m2 de intensidade luminosa. Além disso, a sinalização fotoluminescente deve brilhar no escuro contínuo por no mínimo 1.800 minutos (equivalente a 30 horas).



 

9-Marcação rotulagem e embalagem da sinalização de emergência

Segundo NBR-16820, todos os elementos de sinalização devem ser identificados na sinalização, de forma legível, na face exposta, juntamente com a identificação do fabricante, podendo ser o nome ou o número do CNPJ ou a marca registrada do fabricante.

A sinalização que não possuir estas informações está em desacordo com os padrões normativos. 


 



 

10- Exigência da certificação

No momento de sinalizar os extintores é necessária muita atenção, pois são facilmente encontradas no mercado placas totalmente em desacordo com as exigências previstas em norma e nas IT dos diferentes estados.

A falta de conhecimento técnico e do material apropriado pode acarretar em uma série de problemas, tanto para o fornecedor que comercializa placas falsificadas, compostas por materiais inadequados, quanto para os consumidores que, ao optar pela aquisição de placas simplesmente em função do preço baixo, acabam se arriscando ao adquirir placas que podem não atender aos critérios de segurança, colocando em risco a sua vida e a dos usuários da edificação.

Por isso a importância da escolha de um fabricante que possua certificação de qualidade do produto ao invés de um simples laudo técnico e que proporcione uma garantia condizente com o período pelo qual o usuário não gostaria de fazer a recompra do material.

Um laudo de ensaio não é mais do que o resultado de uma simples medição de uma placa, e por si só não garante a qualidade. Já a certificação, é emitida por uma entidade certificadora reconhecida, sob um procedimento de certificação que baseia em evidências do atendimento dos requisitos aplicáveis. A certificação de produto é assim a melhor garantia de que a sinalização atende aos requisitos aplicáveis e que é produzida segundo um controlado e avaliado processo de fabricação.



 

Sobre a Everlux

A Everlux é uma indústria fabricante de sinalização de segurança, possui certificação da Lloyd’s Register, certificadora inglesa, reconhecida e aceita nos mais de 80 países onde a empresa possui operações.

Além disso, a sinalização de extintores da Everlux possui garantia de 05 anos.

Para saber mais informações sobre os modelos de sinalização de extintores e demais modelos de sinalização de segurança, acesse o catálogo virtual.

E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país.

2021-01-26
10 Dicas para Implantação da Sinalização de Emergência
A sinalização de emergência é uma das principais medidas de proteção passiva contra incêndio e por isso foi elaborada as 10 dicas relevantes para auxílio no momento da sua implantação.
2021-01-26
10 Dicas para Implantação da Sinalização de Emergência

 

A sinalização de emergência é uma das principais medidas de proteção passiva contra incêndio em edificações.

A sua correta implantação auxiliará para que o local consumido pelas chamas seja evacuado e a ação do Corpo de Bombeiros iniciada.

Pensando nisso, serão apresentadas 10 dicas relevantes para auxílio no momento da implantação da sinalização de emergência.



1. O que é a sinalização de emergência


Antes do início do processo de implantação da sinalização de emergência, recomenda-se que o profissional da área conheça o seu conceito para auxiliá-lo durante o processo de tomada de decisão com relação aos materiais e sinais apropriados para a edificação, escolha de fornecedores, entre outros; para a decisão sobre a escolha das soluções de sinalização mais adequadas à edificação em questão.

Sinalização de emergência é o conjunto de sinais com características próprias, que foi criado para reduzir o nível de risco de incêndio, o risco de acidentes provocados por perigos existentes e para diminuir o tempo de atendimento dos primeiros socorros ou o tempo de intervenção em caso de incêndio ou de outro sinistro. A sinalização de emergência alerta os usuários quanto aos riscos existentes nos locais estratégicos, garantindo a possibilidade de que sejam adotadas ações adequadas às situações de risco, que orientem as ações de combate e facilitem a localização dos equipamentos e das rotas de saída para o abandono seguro da edificação em caso de incêndio.


Sinalização de emergência instalada



2. Onde utilizar a sinalização de emergência


Os vários modelos de sinais que compõe a sinalização de emergência devem ser implantados de acordo com as características de uso e dos riscos, assim como em função das necessidades básicas para a garantia da segurança contra incêndio na edificação.

A sinalização básica, que é a sinalização mínima necessária, deve estar presente nas edificações onde são obrigatórias por força de norma ou lei, saídas de emergência para uso coletivo e instalação de equipamentos e sistemas de proteção contra incêndio.



3. Classificação da sinalização de emergência


A sinalização de emergência é classificada entre sinalização básica, que é o mínimo de sinalização exigido nas edificações; e a sinalização complementar, que no segundo caso, complementa a sinalização básica em situações específicas.


Sinalização básica

A sinalização básica trata do que é necessário para estar em conformidade com a legislação. São sinais que visam à segurança dos usuários do espaço, com símbolos específicos, cores, formas e letras padronizadas. Ela é composta por 4 categorias:

1-Proibição

Utiliza forma geométrica circular com barra na diagonal na cor vermelha, com pictograma na cor preta e fundo branco. O uso da cor vermelha é obrigatório para transmitir a mensagem de que é estritamente proibido realizar aquela ação.



2-Alerta

Forma geométrica triangular na cor preta com fundo amarelo. Esta sinalização alerta ao usuário sobre áreas e materiais com potenciais riscos no local.



3-Orientação e Salvamento

Os sinais de orientação e salvamento possuem formato retangular. A cor verde determina a direção das rotas de saída de emergência e a sinalização visa indicar as rotas de fuga assim como as ações necessárias para seu acesso e uso.




4-Identificação de Equipamentos

A cor vermelha e o formato quadrado ou retangular servem para chamar atenção do usuário quanto à localização e os tipos de equipamentos de combate a incêndios e alarmes disponíveis.



 

Sinalização complementar

Existem algumas especificidades em edificações e condições dos espaços que se fazem necessário a utilização da sinalização complementar.

Elas são recomendadas quando é necessário fornecer informações que permitem uma melhor compreensão da sinalização básica, como por exemplo, em edificações com determinadas particularidades, ou quando a atividade existente exige, ou quando os usuários não possuem conhecimentos aprofundados dos procedimentos de segurança.

 
Finalidade da sinalização complementar


Para auxiliar a compreensão do usuário, a sinalização complementar tem como finalidade complementar a sinalização básica, através de conjunto de faixas de cor e mensagens escritas nas seguintes situações:

 

      • Orientação do trajeto completo até uma saída de emergência através da indicação continuada de rotas de saída;





      • Indicação de obstáculos (como pilares, desníveis de piso, materiais translúcidos, entre outros) e riscos de utilização das rotas de saída;


              



        Para ambientes internos ou externos, com iluminação natural, deve ser utilizada a faixa amarela e preta, conforme figuras abaixo:



        Para locais com a iluminação artificial, deve ser utilizada a faixa fotoluminescente e vermelha, conforme figuras abaixo:
                                   

      • Sinalização de agente extintor

        Sinalização de agente extintor para instalação em nível intermediário e separada da sinalização de extintor nível superior.



        Sinalização de agente extintor


      • Mensagens escritas que complementam o símbolo da sinalização básica, quando necessário;

      • Indicação de medidas de proteção contra incêndio, conhecida pelo código M1.



      • Indicação de lotação máxima para locais destinados a reunião de público, conhecida pelo código M2.


      • Plano de fuga.

        O plano de fuga deve conter apenas as principais informações para auxílio quanto ao abandono do local.


                                                      Exemplo de Plano de Fuga


4. Dimensões e distâncias de observação da sinalização


A dimensão dos sinais é definida pela distância máxima a qual devem ser visualizados. Devem possuir dimensões adequadas às características das instalações onde serão instalados.

Os exemplos a seguir indicam as distâncias de observação dos sinais em função de suas dimensões, segundo as fórmulas mencionadas na norma brasileira ABNT NBR 16820 que entrou em vigência no mês de setembro de 2020, em substituição da NBR-13434 partes 1, 2 e 3.




Exemplo de dimensionamento da sinalização em função da distância de observação



5. O que é a sinalização de emergência


Os tipos de fixação disponíveis para a sinalização de emergência possuem variáveis que seguem e auxiliam as normas técnicas e solucionam as necessidades e peculiaridades encontradas nas edificações para melhor visualização dos sinais. Seguem as soluções em fixação:

· Paralela à Parede


A sinalização possui apenas uma face para aplicação paralela à parede. O sinal é visível apenas de frente. No momento da instalação da placa, considera-se sempre a área de visibilidade de 90 ᵒ.

 


· Perpendicular à Parede


A sinalização perpendicular à parede trata da sinalização de duas faces para aplicação de forma perpendicular à parede. O sinal é visível apenas dos lados e não de frente. Esta solução é ideal para instalação em corredores.




· Suspensa de Teto


A sinalização suspensa de teto possui duas faces para aplicação. Os sinais são fornecidos com 2 furos para aplicação de cabos ou correntes de suspensão. Esta solução é recomendada para instalações em ambientes que não possuem paredes para fixação.




· Panorâmica ou Angular


A sinalização panorâmica ou também chamada de angular, entre todos os modelos, possui duas faces que garantem uma visualização de 180º. O sinal é visível de frente e dos lados.



6. Requisitos de desempenho da sinalização


Atualmente alguns sinais são encontrados facilmente em diversos tipos de estabelecimentos comerciais, mas o que poucos sabem é que esse tipo de material pode estar fora das normas estipuladas pelo Corpo de Bombeiros e ABNT. A falta de conhecimento das normas e do material correto pode acarretar em uma série de malefícios, tanto para o fornecedor que comercializa essas placas, composto por material inadequado, quanto para o usuário que, ao optar por uma sinalização de preço inferior, acaba se arriscando ao adquirir um material que pode ser inútil ou até mesmo nocivo para a saúde e segurança dos usuários.

Os materiais utilizados na composição da sinalização de emergência devem atender características como:

· Dispor de resistência mecânica;

· Possuir espessura suficiente para que não sejam transferidas para a superfície da placa possíveis irregularidades das superfícies onde for aplicadas;

· Não propagação de chamas;

· Resistir a agentes químicos e limpeza;

· Suportar água e

· Resistir ao intemperismo.

Em relação a pintura dos sinais e películas, as tintas devem ser atóxicas e não radioativas, atendendo às propriedades colorimétricas, e possuir resistência mecânica.



7. Fotoluminescência na sinalização de emergência


Em casos de incêndio, uma das primeiras medidas a serem tomadas para segurança dos usuários é o desligamento da energia elétrica. Isso significa que em um ambiente fechado, é necessário ter sinais visíveis que indiquem a saída do local. Justamente por esse motivo, a norma da ABNT NBR-16820 determina que boa parte da sinalização necessita ser de material fotoluminescente.




Sinalização Fotoluminescente


O que é fotoluminescência?

Determinados elementos possuem a propriedade fotoluminescente, ou seja, eles conseguem emitir radiação luminosa após serem submetidos a uma fonte de excitação externa. Quando expostas a fontes de luz, seja natural ou artificial, armazenam energia. Quando há ausência de luz, eles liberam toda a energia que foi acumulada em luz visível, possibilitando enxergar a sinalização no escuro.

Em casos de risco de incêndio, assim que se inicia o procedimento de emergência e a energia elétrica é desligada, as placas fotoluminescentes irão exibir a mensagem de segurança. E por esse motivo existem requisitos de desempenho afim de garantir as boas condições de visualização:

A NBR 16280 define luminância mínima das placas fotoluminescentes para os primeiros 10 minutos após ausência da iluminação, para os 60 minutos e ainda o tempo em minutos ao qual a sinalização deve ser visível ao olho humano. Os primeiros 10 minutos é o tempo estimado para o abandono do local e os 60 minutos o tempo necessário para auxiliar a equipe de resgate e bombeiros na identificação dos equipamentos de combate e alarmes, assim como no auxílio na localização de vítimas. A autonomia é o tempo pelo qual decorrerão as operações para auxílio na identificação de sobreviventes e corpos próximos das sinalizações em caso de sinistros com vítimas.

Assim, NBR 16280 estabelece que após uma estimulação de 1.000 lux, durante 5 minutos, as placas de sinalização devem apresentar após 10 minutos no escuro, o mínimo de 140mcd/m² (milicandelas por metro quadrado) em intensidade luminosa, e após 1 hora (60 minutos) no escuro, os sinais devem apresentar o mínimo de 20 mcd/m² de intensidade luminosa. Além disso, a sinalização fotoluminescente deve brilhar no escuro contínuo por no mínimo 1.800 minutos (30 horas).

Para sinalização de nível inferior, a norma define outros critérios que levam em consideração as condições de menor iluminação, tipicamente existentes junto aos pavimentos, fazendo necessário que nesses locais a sinalização tenha capacidade de armazenar energia, mesmo quando os ambientes disponham de níveis mais baixos de 25 lux. Assim, de acordo com a NBR 16280, quando as placas são sugeitas a 25 lux durante 15 minutos, após 10 minutos no escuro, elas devem atender ao mínimo de 30 mcd/m² (milicandelas por metro quadrado) em intensidade luminosa, após 1 hora (60 minutos) no escuro, as placas devem apresentar o mínimo de 7 mcd/m² de intensidade luminosa e após 1,5 horas (90 minutos) no escuro, as placas devem apresentar o mínimo de 5 mcd/ de intensidade luminosa.

Se os materiais utilizados para a fabricação das placas não seguirem essas normativas, a sinalização será inútil em ambiente escuro, podendo causar a morte ou ferimento de pessoas, além do aumento de chances da deterioração do patrimônio consumido pelas chamas.



8. Marcação rotulagem e embalagem da sinalização



Segundo NBR-16820, todos os elementos de sinalização devem ser identificados na sinalização, de forma legível, na face exposta, juntamente com a identificação do fabricante, podendo ser o nome ou o número do CNPJ ou a marca registrada do fabricante.

A sinalização que não possuir estas informações estará em desacordo com os padrões normativos.





No momento da implantação da sinalização de emergência é necessária muita atenção, pois são facilmente encontradas no mercado placas totalmente em desacordo com as exigências previstas em norma.

A falta de conhecimento técnico e do material apropriado pode acarretar uma série de problemas, tanto para o fornecedor que comercializa placas falsificadas, compostas por materiais inadequados, quanto para os consumidores que, ao optar pela aquisição de placas simplesmente em função do preço baixo, acabam se arriscando ao adquirir placas que podem não atender aos critérios de segurança, colocando em risco a sua vida e a dos usuários da edificação.

Por este motivo é de suma importância que o profissional decida pela escolha de um fabricante que proporcione uma certificação de qualidade ao invés de um simples laudo técnico e que ofereça uma garantia proporcional com o período pelo qual o usuário esteja disposto para não sofrer com inconvenientes de recompras de material.

Um laudo de ensaio não é mais do que o resultado de uma simples medição de uma placa e por si só não garante a qualidade. Já a certificação, é emitida por uma entidade certificadora reconhecida, sob um procedimento de certificação que se apoia em evidências do atendimento dos requisitos aplicáveis. A certificação de produto é a melhor garantia de que a sinalização esteja em conformidade com os requisitos aplicáveis e que é produzida segundo um processo de fabricação controlado e avaliado.



A escolha dos modelos dos sinais que serão utilizados para a sinalização da edificação é extremamente importante, pois a escolha correta proporcionará o correto funcionamento do sistema de sinalização de emergência.


Exemplos de modelos que compõe o sistema de sinalização de emergência


O profissional poderá visualizar diversos os símbolos e modelos que compõe a sinalização de segurança através do Catálogo da Everlux, assim como as recomendações referente às alturas de instalação.

As 10 dicas apresentadas proporcionarão mais embasamento para a implantação da sinalização de emergência de maneira mais correta e de forma mais eficiente.

E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país.


Fontes: NBR-16820:2020 da ABNT e IT-20 do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.



Confira também:


 

2020-11-03
Programa de Estágio Everlux 2021
A Everlux está com inscrições abertas para o Programa de Estágio 2021 no Brasil. As inscrições vão até o dia 30 de novembro com início previsto para janeiro de 2021.
2020-11-03
Programa de Estágio Everlux 2021

A Everlux está com inscrições abertas para o Programa de Estágio 2021 no Brasil.

Estudantes que estão em busca de uma oportunidade podem se preparar para mais uma chance de colocação no mercado de trabalho.

Para se inscrever, é necessário estar cursando administração de empresas ou engenharia, possuir inglês intermediário e conhecimento no pacote Office.

Conhecimento em AutoCAD será considerado um diferencial durante o processo seletivo.

Podem concorrer estudantes de graduação que tenham disponibilidade de 30 horas semanais.

Dentro da empresa, os estagiários atuarão na área comercial.

"Estamos em busca de pessoas únicas, engajadas e competentes, dispostas a fazer acontecer com muita criatividade e queremos que estes novos talentos cresçam conosco.

Além disso, dentro de nossa estratégia de atrair talentos dos mais diversos grupos sociais, fizemos uma divulgação mais ampla nas faculdades e, por fim, retiramos a exigência do inglês fluente, que acaba por excluir muitos talentos do processo.

Embora seja um requisito importante para exercer algumas funções na empresa, acreditamos que essa competência possa ser desenvolvida no futuro”, afirma Aretha Karla, coordenadora comercial da Everlux Brasil.

Os candidatos podem se inscrever no site da Everlux até o dia 30 de novembro, com início do estágio previsto para janeiro de 2021.


Processo Seletivo e Benefícios

O processo seletivo é dividido em uma série de etapas que irão verificar a compatibilidade do candidato com a cultura da empresa.

Ele será realizado de forma virtual e presencial, considerando a pandemia causada pela Covid-19 e a importância de se cumprir a orientação de isolamento social.

Também é importante ter disponibilidade para estagiar na região de aplicação, que no caso, será na cidade de Bragança Paulista.

Além da bolsa auxílio, os selecionados para ingressar na Everlux Brasil terão direito à vale-transporte, vale refeição e seguro de vida. Para promover a capacitação contínua destes estagiários, a empresa também oferece treinamentos, cursos, palestras, e outras atividades dinâmicas que ocorrem dentro e fora do Grupo.

Para se inscrever, clique aqui.

2020-11-01
Sinalização de extintores
A sinalização de extintores juntamente com a dos demais equipamentos de combate auxilia no sistema de prevenção e combate a incêndio nos locais onde encontra-se devidamente instalada. Em todos os locais de acesso, os sinais de extintores são de grande necessidade. Prédios residenciais (com exceção às residências unifamiliares), empresas, companhias, fábricas devem ter uma correta sinalização de segurança:placas indicando perigo, alerta, rotas de fuga com as saídas de emergência, sinalização de extintores, entre outros equipamentos e alarmes, afim de proporcionar segurança para o local.
2020-11-01
Sinalização de extintores

Sinalização de extintores

A sinalização de extintores juntamente com a dos demais equipamentos de combate auxilia no sistema de prevenção e combate a incêndio nos locais onde encontra-se devidamente instalada.

Em todos os locais de acesso, os sinais de extintores são de grande necessidade. Prédios residenciais (com exceção às residências unifamiliares), empresas, companhias, fábricas devem ter uma correta sinalização de segurança:placas indicando perigo, alerta, rotas de fuga com as saídas de emergência, sinalização de extintores, entre outros equipamentos e alarmes, afim de proporcionar segurança para o local.

Você vai ler nessa matéria:

· Legislação para regulamentação da sinalização de extintores

· Como identificar os extintores

· Sinalização de agentes de extintores

· Dimensões e distâncias de observação da sinalização de extintores

· Tipos de fixação para sinalização de extintores

· Cuidados na escolha do fornecedor da sinalização de segurança

· Características dos materiais da sinalização de extintores

· A importância da fotoluminescência na sinalização dos extintores

· Marcação, rotulagem e embalagem da sinalização de emergência




Legislação para regulamentação da sinalização de extintores

Em vários Estados do Brasil, as unidades do Copo de Bombeiros utilizam como referência técnica para sinalização de extintores, através de um decreto Estadual, a norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) NBR 16820:2020 - Sistemas de sinalização de emergência - Projeto, requisitos e métodos de ensaio, publicada em setembro de 2020 e que cancela as normas ABNT NBR 13434-1:2004, ABNT NBR 13434-2:2004, ABNT NBR 13434-3:2018.

Já em outros Estados, como São Paulo por exemplo, os bombeiros utilizam a sua própria norma ou instrução técnica para fins de legislação. Em São Paulo é utilizada como referência a Instrução Técnica número 20 (IT-20 "Sinalização de Emergência”).




Como identificar os extintores

De acordo com a NBR-16820, existe a simbologia utilizada para a sinalização dos extintores e outra específica para a identificação dos extintores sobre rodas (tipo carreta) que compõe a sinalização básica e obrigatória, conforme abaixo:




Símbolo do Extintor de Incêndio
Símbolo do Extintor Sobre Rodas
 

Elas devem ser instaladas acima dos extintores em uma altura de 1,80m, medida do piso acabado até a base da sinalização.


Exemplo de altura de instalação da sinalização dos extintores


Além disso, há a necessidade da sinalização de solo usado para indicar a sua localização e evitar a sua obstrução, garantindo a disponibilidade do equipamento em caso de incêndio.

Ele deve possuir símbolo quadrado na medida de 1m x 1m, com a cor de fundo vermelha na medida de 70cm x 70cm e a sua borda amarela com largura de 15cm. Segue imagem de exemplo:

Sinalizador de solo para equipamentos de combate a incêndio


Quando a visualização direta do extintor ou a sua localização não for possível no plano horizontal, a sua localização deve ser indicada a partir do local mais próximo e de melhor visibilidade. Neste caso, a sinalização do extintor deve incluir o símbolo do extintor em questão (extintor ou extintor sobre rodas) e uma seta indicativa.

Seguem alguns exemplos de sinalização indicativa dos extintores para esta situação:

Exemplos de sinalização de extintor com seta indicativa


Quando o extintor estiver instalado em um pilar, todas as faces visíveis do pilar devem ser sinalizadas, indicando o equipamento.

Exemplo de sinalização de extintor no pilar




Sinalização de agentes de extintores

Sinalizar corretamente o extintor com indicação do agente extintor que será utilizado em um princípio de incêndio poderá evitar danos materiais e vítimas.

Os sinais de identificação de agentes de extintor devem estar em conformidade com as normas brasileiras NR23, ABNT NBR 15808, ABNT NBR 15809 e NBR 16820.

Eles são instalados em nível intermediário, logo acima dos extintores e complementam a sinalização básica nível superior.

Esta sinalização possibilita a identificação das classes de fogo as quais os extintores são eficientes ou não.


Sinalização de agentes de extintores


Há também a possibilidade de sinalização de agentes de extintor com espaço para identificação numérica. Isto possibilita a identificação do registro no Relatório Geral de Serviços (RGS) de numeração e recargas, além de informar a numeração patrimonial. Este modelo de sinalização é muito útil às equipes de manutenção, pois facilita a reposição do extintor no local exato de origem após o serviço de recarga ou manutenção e evita eventuais problemas com a reposição de extintores com classes de fogo em endereços divergentes.


Sinalização de agentes de extintores com numeração de equipamento



Uma outra possibilidade para a sinalização dos agentes dos extintores é a sinalização de extintor nível superior complementado com identificação do agente de extintor. Este sinal deve ser apenas utilizado em locais onde o mesmo seja instalado a 1,80m de altura. Se precisar ser instalado em altura superior a 1,80m, perde-se a legibilidade da informação do agente de extintor e sua eficácia, devendo nestes casos optar-se pela sinalização de nível intermediário para sinalização de agente de extintor.

Sinalização de extintor nível superior complementado com identificação do agente de extintor


Nem todos os Corpos de Bombeiros de Estados brasileiros possuem simbologias idênticas às simbologias aplicadas pela NBR-16820 da ABNT ou pelo Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo. Por este motivo, faz-se necessário atentar-se à legislação do Corpo de Bombeiros do seu Estado para a escolha exata da simbologia dos extintores para a sua região.




Dimensões e distâncias de observação da sinalização de extintores

A dimensão dos sinais de extintores é estipulada pela distância máxima a qual devem ser visualizados. Eles devem possuir tamanhos proporcionais à distância de visualização nas instalações onde serão utilizados.




Os exemplos acima indicam as distâncias de observação dos sinais de extintores em função de suas dimensões, segundo as fórmulas apontadas na norma brasileira NBR 16820 da ABNT.






Tipos de fixação para sinalização de extintores

Os tipos de fixação disponíveis para a sinalização de extintores possuem variáveis que seguem e auxiliam as normativas técnicas, mas também se adequam as peculiaridades das edificações.

Conheça os tipos de fixação disponíveis:

1. Paralela à Parede

A sinalização possui apenas uma face para aplicação paralela à parede. O sinal é visível apenas de frente. No momento da instalação e tamanho da placa, considera-se sempre a área de visibilidade frontal de 90º.


2. Perpendicular à Parede

A sinalização perpendicular à parede trata da sinalização de duas faces para aplicação de forma perpendicular à parede. O sinal do extintor é visível apenas dos lados e não de frente. Esta solução é recomendada para instalação em extintores instalados nos corredores.

3. Suspensa de Teto

A sinalização suspensa de teto possui duas faces para aplicação. Os sinais são fornecidos com 2 furos para aplicação de cabos ou correntes de suspensão. Esta solução é recomendada para instalações em ambientes onde não possuem paredes para fixação como em corredores de indústrias ou no centro de galpões e centros de distribuição, por exemplo.

4. Panorâmica ou Angular

De acordo com a ABNT NBR 16820, a sinalização panorâmica ou também chamada de angular, possui duas faces que garantem uma visualização de 180º. O sinal é visível de frente e dos lados e é recomendado para sinalização de extintores instalados em corredores e em colunas.


             

O tamanho dos sinais panorâmicos para instalar em pilares deve ser selecionado em função da largura da abertura do sinal. Um pilar com uma largura de 300mm necessitará de um sinal de 200x200mm (largura de cada uma das faces do sinal), por exemplo.







Cuidados na escolha do fornecedor da sinalização de segurança

Está especificado na normaNBR-16820 os símbolos, dimensões, cores, disposição, requisitos e métodos de ensaio dos sinais de extintor. Logo, na hora de sinalizar a edificação é necessária muita atenção. É necessário selecionar placas que garantam a conformidade com os padrões normativos, pois no mercado são facilmente encontradas placas em desacordo com as exigências normativas.

A falta de conhecimento técnico e do material apropriado pode acarretar em uma série de problemas para o fornecedor que comercializa placas falsificadas, compostas por materiais inadequados; e também para os consumidores que, ao optar pela compra de sinais simplesmente em função do preço inferior, acabam se arriscando ao adquirir placas que podem não atender aos critérios de segurança, colocando em risco a sua vida e a dos usuários da edificação.

Por isso a importância da escolha de um fabricante que possua certificação de qualidade do produto ao invés de um laudo técnico e que proporcione uma garantia condizente com o período pelo qual o usuário não gostaria de fazer a recompra do material.




Características dos materiais da sinalização de extintores

Os materiais utilizados na composição da sinalização de extintores devem atender características como:

· Possuir resistência mecânica adequada;

· Possuir espessura suficiente para que não sejam transferidas para a superfície da placa possíveis irregularidades das superfícies onde for aplicadas;

· Não propagar chamas;

· Resistir a agentes químicos e limpeza;

· Resistir à água;

· Resistir ao intemperismo.

Em relação a pintura das placas e películas, os materiais devem ser atóxicos e não radioativos, atendendo às propriedades colorimétricas, de resistência ao intemperismo e de resistência mecânica.




A importância da fotoluminescência na sinalização dos extintores

Em casos de incêndio, uma das primeiras medidas a serem tomadas para segurança dos usuários é o desligamento da energia elétrica. Por esse motivo, a norma da ABNT NBR 16820 determina que as placas devam possuir característica fotoluminescente.

O que é fotoluminescência?

Determinados elementos possuem a propriedade fotoluminescente, ou seja, eles conseguem emitir radiação luminosa após serem submetidos a uma fonte de excitação quando expostas a fontes de luz, seja natural ou artificial. Quando há ausência de luz, eles liberam toda a energia que foi acumulada em luz visível.

Assim, a sinalização de emergência fotoluminescente absorve toda luz a que está exposta. Em casos de risco, assim que se inicia o procedimento de emergência e a energia elétrica é desligada, as placas fotoluminescentes devem apresentar a luminância mínima de 140mcd/m2 (milicandelas por metro quadrado) em intensidade luminosa após 10 minutos no escuro. Após 1 hora (60 minutos) no escuro, os sinais devem apresentar a luminância mínima de 20 mcd/m2 de intensidade luminosa. Além disso, a sinalização fotoluminescente deve brilhar no escuro contínuo por no mínimo 1800 minutos (equivalente a 30 horas), conforme o indicado na norma ABNT NBR 16820.

Se os materiais utilizados para a fabricação da placa não seguirem essas normativas, a sinalização de extintor será inútil em ambiente escuro, podendo causar a morte ou ferimento de pessoas.




Marcação, rotulagem e embalagem da sinalização de emergência

Segundo NBR-16820, todos os elementos de sinalização devem ser identificados na sinalização, de forma legível, na face exposta, juntamente com a identificação do fabricante, podendo ser o nome ou o número do CNPJ ou a marca registrada do fabricante.




Sobre a Everlux

A Everlux é uma indústria fabricante de sinalização de segurança, possui certificação da Lloyd’s Register, certificadora inglesa, reconhecida e aceita nos mais de 80 países onde a empresa possui operações.

Além disso, a sinalização de extintores da Everlux possui garantia de 05 anos.

Para saber mais informações sobre os modelos de sinalização de extintores e demais modelos de sinalização de segurança, acesse o catálogo virtual.

2020-09-30
Sistema de sinalização de emergência
A importância da sinalização de emergência tem sido cada vez mais discutida, principalmente nos casos de tragédias com vítimas mortais, que na maioria delas poderiam ter sido minimizadas ou até mesmo evitadas se nos locais onde ocorreram se encontrasse a sinalização de emergência adequada.
2020-09-30
Sistema de sinalização de emergência

A importância da sinalização de emergência tem sido cada vez mais discutida, principalmente nos casos de tragédias com vítimas mortais, que na maioria delas poderiam ter sido minimizadas ou até mesmo evitadas se nos locais onde ocorreram se encontrasse a sinalização de emergência adequada.

A sinalização de emergência auxilia na redução dos riscos de ocorrência de incêndios, alerta para os eventuais riscos existentes nas edificações e garante que sejam adotadas as medidas necessárias para situações de risco, orientando as ações necessárias para combate à incêndio, facilitando a localização dos equipamentos e a localização das rotas de saída para o abandono de forma segura.

Será abordado neste conteúdo:

Grande parte dos Corpos de Bombeiros dos Estados do Brasil utiliza como referência técnica para sinalização de emergência, através de um decreto estadual, a norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) NBR 16820:2020 - Sistemas de sinalização de emergência - Projeto, requisitos e métodos de ensaio, publicada dia 29 de setembro de 2020 e que cancela as normas NBR 13434 partes 1, 2 e 3.

Nos demais estados são utilizadas como regra as suas próprias instruções técnicas, como observado no caso do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo através da IT-20 (Instrução Técnica 20).

Para saber mais informações sobre a legislação do seu Estado, consulte a página específica da Everlux sobre Legislação.

Onde aplicar a sinalização de emergência

A sinalização de emergência aplica-se em todas as edificações e áreas de risco, como indústrias, hospitais, igrejas, laboratórios, shoppings, escolas, mercados, prédios e escritórios comerciais, entre outros.

No caso de residências unifamiliares o uso não é necessário, mas condomínios e prédios que abrigam famílias devem possuir a sinalização de emergência.


Exemplo de sinalização de emergência instalada

Classificação da sinalização de emergência

A sinalização de emergência é classificada entre sinalização básica, que é o mínimo de sinalização exigido nas edificações; e sinalização complementar, que neste segundo caso, complementa a sinalização básica, fornecendo ao usuário informação para auxílio quanto a melhor compreensão do símbolo básico.

Sinalização básica

A sinalização básica trata do que é necessário para estar em conformidade com a legislação. São sinais que visam à segurança dos usuários do espaço, com códigos específicos, cores e letras padronizadas. Ela é composta por 4 categorias:


1. Proibição
Utiliza forma geométrica arredondada com linha na diagonal na cor vermelha, com pictograma na cor preta e fundo branco. O uso da cor vermelha é obrigatório para transmitir a mensagem de que é estritamente proibido realizar aquela ação.


2. Alerta

Forma geométrica triangular na cor preta com fundo amarelo. Esta sinalização alerta ao usuário sobre áreas e materiais com potenciais riscos no local.


3. Orientação e Salvamento

Os sinais de orientação e salvamento possuem formato retangular. A cor verde determina a direção das rotas de saída de emergência e a sinalização visa indicar as rotas de fuga assim como as ações necessárias para seu acesso e uso.


4. Identificação de Equipamentos

A cor vermelha e o formato quadrado ou retangular servem para chamar atenção do usuário quanto à localização e os tipos de equipamentos de combate a incêndios e alarmes disponíveis.


Sinalização complementar

Existem algumas especificidades em edificações e condições dos espaços que se fazem necessário a utilização da sinalização complementar. Em geral, elas são recomendadas de acordo com a peculiaridade da edificação e complementam a sinalização básica.

Finalidade da sinalização complementar

Para auxiliar a compreensão do usuário, a sinalização complementar tem como finalidade complementar a sinalização básica, através de conjunto de faixas de cor e mensagens escritas nas seguintes situações:

1- Orientação do trajeto completo até uma saída de emergência através da indicação continuada de rotas de saída;



2- Indicação de obstáculos (como pilares, desníveis de piso, materiais translúcidos, entre outros) e riscos de utilização das rotas de saída;



3- Mensagens escritas que complementam o símbolo da sinalização básica, quando necessário;


4- Indicação de medidas de proteção contra incêndio, conhecida pelo código M1.


5- Indicação de lotação máxima para instalação no acesso principal dos locais destinados a reunião de público, conhecida pelo código M2.



6- Sinalização de agente de extintor para instalação em nível intermediário, logo acima do extintor e em complemento a sinalização de extintor de incêndio nos locais há riscos ao usuário em caso de uso incorreto, por exemplo, extintores de água próximos a equipamentos elétricos.



7- Plano de fuga - As instruções gerais de segurança são de âmbito geral e a sua inclusão nas plantas de emergência tem como objetivo informar e orientar sobre os comportamentos adotados em caso de emergência.



Dimensões e distâncias de observação da sinalização

A dimensão dos sinais é definida pela distância máxima a qual devem ser visualizados. Devem possuir dimensões adequadas às características das instalações onde serão instalados.

Os exemplos à seguir indicam as distâncias de observação dos sinais em função de suas dimensões, segundo as fórmulas mencionadas na norma brasileira ABNT NBR 16820:2020.


Tipos de fixação para sinalização

Os tipos de fixação disponíveis para a sinalização de emergência possuem variáveis que seguem e auxiliam as normas técnicas e solucionam as necessidades e peculiaridades encontradas nas edificações para melhor visualização dos sinais. Seguem as soluções em fixação:


1. Paralela à Parede

A sinalização possui apenas uma face para aplicação paralela à parede. O sinal é visível apenas de frente. No momento da instalação da placa, considera-se sempre a área de visibilidade de 90 ᵒ.



2.
Perpendicular à Parede

A sinalização perpendicular trata da sinalização de duas faces para aplicação de forma perpendicular à parede. O sinal é visível apenas dos lados e não de frente. Esta solução é ideal para instalação em corredores.


3. Suspensa de Teto

A sinalização suspensa de teto possui duas faces para aplicação. Os sinais são fornecidos com 2 furos para aplicação de cabos ou correntes de suspensão. Esta solução é recomendada para instalações em ambientes que não possuem paredes para fixação.


4. Panorâmica ou Angular

A sinalização panorâmica ou também chamada de angular, entre todos os modelos, possui duas faces que garantem uma visualização de 180º. O sinal é visível de frente e dos lados.


Cuidados necessários na escolha da sinalização de emergência

Atualmente muitos sinais são encontrados à venda facilmente em diversos tipos de estabelecimentos comerciais, mas o que poucos sabem é que esse tipo de material pode estar fora das normas estipuladas pelo Corpo de Bombeiros e ABNT. A falta de conhecimento das normas e do material correto pode acarretar em uma série de malefícios, tanto para o fornecedor que comercializa essas placas, composto por material inadequado, quanto para o usuário que, ao optar por uma sinalização de preço inferior, acaba se arriscando ao adquirir um material que pode ser inútil ou até mesmo nocivo para a saúde e segurança dos usuários.



Características dos materiais utilizados na composição da sinalização

Os materiais utilizados na composição da sinalização de emergência devem atender características como:

  • Dispor de resistência a chamas;
  • Resistência à limpeza;
  • Resistência à névoa salina;
  • Resistência ao intemperismo; e
  • Possuir fotoluminescência, conforme especificado na NBR 16820:2020.



 

Em casos de incêndio, uma das primeiras medidas a serem tomadas para segurança dos usuários é o desligamento da energia elétrica. Isso significa que em um ambiente fechado, é necessário ter sinais visíveis que indiquem a saída do local. Justamente por esse motivo, a norma da ABNT NBR 16820 determina que as placas devam ser de material fotoluminescente.


Presença de luz Ausência de luz


O que é a fotoluminescência?

Determinados elementos possuem a propriedade fotoluminescente, ou seja, eles conseguem emitir radiação luminosa após serem submetidos a uma fonte de excitação externa. Quando expostas a fontes de luz, seja natural ou artificial, armazenam energia. Quando há ausência de luz, eles liberam toda a energia que foi acumulada em luz visível, possibilitando enxergar a sinalização no escuro.

Assim, a sinalização de emergência fotoluminescente absorve a luz a qual encontra-se exposta. Em casos de risco de incêndio, assim que se inicia o procedimento de emergência e a energia elétrica é desligada, as placas fotoluminescentes nível superior devem apresentar após 10 minutos no escuro, o mínimo de 140mcd/m2 (milicandelas por metro quadrado) em intensidade luminosa. Após 60 minutos no escuro, os sinais devem apresentar o mínimo de 20 mcd/m2 de intensidade luminosa. Além disso, a sinalização fotoluminescente deve brilhar no escuro contínuo por no mínimo 1800 minutos (30 horas).

Se os materiais utilizados para a fabricação da placa não cumprirem essas normativas, a sinalização será inútil em ambiente escuro, podendo causar a morte ou ferimento de pessoas. Neste cenário, as mensagens de segurança como as rotas de fuga não ficam visiveis, provocando situações de pânico e a impossibilidade dos usuários alcançarem as áreas seguras, o que pode levar à morte ou ferimentos de pessoas.

Manutenção da sinalização de emergência

As situações de emergências ocorrem das formas mais variadas, mas todas elas podem ser previstas ou remediadas com um adequado procedimento de segurança. A constante manutenção das placas de sinalização pode evitar uma série de riscos ao usuário. De acordo com as instruções técnicas dos Bombeiros, a sinalização de emergência utilizada na edificação ou em áreas e risco deve ser inspecionada periodicamente para efeito de manutenção. Isso inclui os procedimentos de limpeza até a substituição de placas com desgaste por outras novas. Quando as propriedades físicas e químicas não estiverem produzindo o efeito visual adequado, é sinal de que a placa deve ser substituída.



Projeto de sinalização de emergência

A elaboração da implementação de sinalização de emergência necessita de um projeto sistematizado que contemple a realidade e particularidade das edificações. Para facilitar, a Everlux disponibiliza gratuitamente o Everlux Project, um Software de apoio ao projeto de sinalização de emergência para profissionais. A ferramenta é direcionada a projetistas e técnicos responsáveis pela prescrição da sinalização de emergência.

O software possui duas versões para download - Everlux Project v3.0- versão para Acad e Everlux Project v3.0i- versão independente. A ferramenta gera arquivos em formatos (jpeg, bmp, png) ou em dxf.

O Everlux Project torna a visualização da sinalização no projeto muito mais clara, ajudando a identificar os sinais no momento da instalação e inspeção.

Confira no vídeo abaixo uma demonstração do Everlux Project:


Simbologias adotadas na sinalização de emergência

A sinalização de emergência utiliza símbolos de uma linguagem universal que contemplam pictogramas, cores e formas especificamente direcionados para situações de risco.


Exemplos de símbolos que compõe a sinalização básica

A sinalização básica contempla as questões mais primordiais para que a edificação e os usuários estejam resguardados em casos de emergência.


Exemplo de sinalização básica


Em alguns casos, é comum avistarmos a utilização de sinalização com textos complementares para possibilizar ao usuário maior clareza do procedimento de emergência.


Exemplo de sinalização básica com textos complementares

Outro exemplo de sinalização básica, que neste caso é em formato de texto, é a identificação do pavimento. Durante a evacuação, o sinal garante a informação correta do número do pavimento. Esse tipo de informação pode evitar uma série de situações de incerteza que podem levar ao pânico.


Exemplo de sinalização de pavimento

Exemplos de sinalização complementar

A sinalização complementar compreende a classe de sinalização que complementa a sinalização básica e possibilita melhor compreensão do usuário.

Alguns exemplos de sinalização complementar são os textos: "Chuveiro e Lava-olhos de Emergência” ou "Central de Detecção de Incêndio”. Em se tratando de edificações que os usuários raramente passam por treinamentos, essa sinalização pode ser de suma importância em situações de emergência.


Exemplo de sinalização complementar


Para visualizar mais modelos de sinalização de segurança, acesse o
Catálogo Everlux. Nele, você encontrará a linha completa de símbolos que compõe a sinalização de emergência.

E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país. 

Fontes: NBR-16820:2020 da ABNT e IT-20 do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.

2020-09-01
Disco autoadesivo para sinalização de rota de fuga no piso
A sinalização de rota de fuga no piso é obrigatória em alguns países em alguns tipos de edifícios e para alguns tipos de aplicações. A sua obrigatoriedade nesses países deve-se ao reconhecimento da importância desta sinalização, bem como ao avanço tecnológico dos materiais e técnicas de sinalização.
2020-09-01
Disco autoadesivo para sinalização de rota de fuga no piso

A sinalização de rota de fuga no piso é obrigatória em alguns países em alguns tipos de edifícios e para alguns tipos de aplicações. A sua obrigatoriedade nesses países deve-se ao reconhecimento da importância desta sinalização, bem como ao avanço tecnológico dos materiais e técnicas de sinalização.

Mas a sinalização ao nível do solo é uma prática comum em muitos outros países, principalmente em locais de maior risco ou com especificidades próprias com relação aos percursos das rotas de fuga.

A sinalização ao nível do solo também é importante porque complementa a sinalização nível superior, em especial para alguns locais onde esta se torna de difícil aplicação ou de menor visibilidade como: grandes armazéns e shoppings, áreas técnicas, galerias subterrâneas e áreas cobertas de estacionamento. Estes são alguns exemplos onde é mais frequente a utilização deste tipo de sinalização.


 

O sistema de sinalização e iluminação ao nível do solo - Low Location Lighting System encontra-se de acordo com os padrões normativos estabelecidos pela Norma ISO 16069 e a sinalização Everlux LLL está em conformidade com estes requisitos normativos.



Esta sinalização caracteriza-se pelas propriedades fotoluminescentes específicas que garantem elevada intensidade luminosa em áreas mal iluminadas e pela aplicação de perfis e sinais de PVC fotoluminescentes nas paredes e de lâminas e sinais aplicados diretamente no pavimento.






Disco autoadesivo em policarbonato LLL Everlux

Verificando-se que em alguns locais existe a necessidade de outros tipos de sinais ou de fixação, foram desenvolvidos os
discos Everlux.

Os discos são apropriados especialmente para delimitar os caminhos da rota de fuga, de uma forma simples e eficaz, em áreas afastadas das paredes e em áreas com diversos obstáculos (máquinas, estantes expositoras, etc.).

Assim, os ocupantes de uma determinada área terão a indicação correta da direção em caso de abandono do local.





Características dos discos para aplicação no solo

O disco fotoluminescente Everlux é autoadesivo, de fácil aplicação e possui uma película protetora em policarbonato de 0.3 mm, proporcionando grande resistência ao desgaste. Além disso, a película possui característica antiderrapante.

Para instalações onde os caminhos das rotas se dão por pavimentos rugosos ou porosos, existe uma solução de aplicação mais apropriada que é o disco com base metálica*.

As soluções de discos para sinalização de rota de fuga para piso encontram-se disponíveis no catálogo de produtos da linha standard Everlux.

E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país. 

*No caso de pavimentos metálicos, há ainda disponível a solução de disco com base metálica e parafuso que permite o ajuste necessário.

2020-08-18
Everlux Project v3.0 - Software de apoio ao projeto de sinalização de emergência
No ano em que a Everlux completa 15 anos de atividades no Brasil, a empresa lança o Everlux Project 2020, um software de apoio ao projeto de sinalização de emergência.
2020-08-18
Everlux Project v3.0 - Software de apoio ao projeto de sinalização de emergência

No ano em que a Everlux completa 15 anos de atividades no Brasil, a empresa lança o Everlux Project 2020, um software de apoio ao projeto de sinalização de emergência.

Uma ferramenta gratuita para Autocad e outros formatos, que auxilia na execução de um projeto de sinalização de segurança de forma simples e eficiente.

A nova versão do Everlux Project está habilitada para funcionar nas versões do AutoCAD a partir da versão 2014 até a 2020.

O software facilita a inserção da sinalização necessária nos desenhos, proporciona um guia para a correta escolha da sinalização e assegura uma quantificação rigorosa e instantânea através de um simples clique.

As suas funções podem ser visualizadas através do vídeo demonstrativo abaixo:




Informações detalhadas sobre a ferramenta:

Everlux Project – software de apoio ao projeto de sinalização
O Everlux Project é uma ferramenta gratuita destinada a arquitetos, engenheiros e técnicos com responsabilidades na elaboração de projetos de sinalização de segurança fotoluminescente. A sinalização disponível no software está em completo acordo com a norma brasileira da ABNT NBR 13434 e Leis estaduais, já incluindo as alterações previstas na revisão da norma ABNT NBR 13434.

Para que serve?
O Everlux Project é um software de apoio à execução, mapeamento e quantificação de sinalização de segurança. Ele está disponível em duas versões:

  • Uma que funciona na plataforma do AutoCad, de forma semelhante a uma biblioteca, e
  • Outra que funciona sobre desenhos em formato de imagem.

Como funciona?

O software tem por base uma biblioteca com os modelos de sinalização do catálogo Everlux. A escolha dos sinais é direcionada, tornando a utilização do software fácil e intuitiva, conduzindo à correta seleção dos sistemas de sinalização adequados à edificação. Após a seleção dos sinais, permite a apresentação automática em planilha de Excel, com a distribuição dos sinais por pavimento, facilitando a contagem e precificação.

Quais as suas vantagens?
Além da diferenciação e valorização do próprio projeto, tornando-o mais completo, facilita também a sua execução, tornando simples e intuitiva a seleção, mapeamento e quantificação dos sistemas de sinalização.

A principal vantagem do Everlux Project 2020 é que ele está habilitado para rodar nas versões do AutoCAD da 2014 até a 2020.

A instalação dos sinais fica facilitada e reduz de forma significativa a possibilidade de erros e escolhas arbitrárias causadas pelas equipes de instalação – o que o projetista dimensiona é o que será instalado!

O resultado final é uma efetiva responsabilização de todas as partes envolvidas, desde o projetista até as equipes de instalação e fiscalização, com o subsequente aumento de garantias de segurança para os usuários.

Exemplo de projeto de sinalização de emergência elaborado no Everlux Project:




O Everlux Project 2020 encontra-se disponível para download gratuito através deste link e de fácil acesso na categoria "Software de Apoio".


2020-08-04
Orientação de um plano de fuga
O Plano de Fuga, popularmente conhecido como Mapa de Fuga ou Planta de Emergência é um complemento obrigatório da sinalização de segurança básica por representar graficamente o plano de emergência de uma área. Tem por objetivo orientar, informar e instruir os usuários dos edifícios e instalações para os procedimentos a serem adotados em uma situação de emergência.
2020-08-04
Orientação de um plano de fuga

O Plano de Fuga, popularmente conhecido como Mapa de Fuga ou Planta de Emergência é um complemento obrigatório da sinalização de segurança básica por representar graficamente o plano de emergência de uma área. Tem por objetivo orientar, informar e instruir os usuários dos edifícios e instalações para os procedimentos a serem adotados em uma situação de emergência.

Os mapas contêm todas as informações das instalações: além da representação gráfica da arquitetura, apresenta a localização dos principais equipamentos de combate à incêndio e alarme, torna visível todas as rotas de fuga disponíveis (principais e alternativas), bem como demonstra as ações a serem seguidas através das instruções gerais de segurança.

É de extrema importância garantir a interpretação e orientação do observador através da correta instalação dos mapas, bem como expor todas as informações relevantes disponíveis para auxílio na atuação das equipes de resgate dos Corpos de Bombeiros que atuam nas circunstâncias de emergência.

Já em avanço do que hoje é recomendado pelas normas internacionais de segurança, as plantas de emergência Everlux são representadas nos desenhos pelo símbolo de uma gota, sendo em sua extremidade, a representação do exato local de fixação da planta e do observador (Você está aqui). O símbolo usado – uma gota – deve ser percebido como sendo uma gota caindo em direção ao pavimento.

Analisando os exemplos:



Exemplo 1: Nesta primeira hipótese a planta fica instalada entre o elevador e as escadas (fig. 1).

Ao observar a planta (fig. 2), é possível que o observador verifique que à sua esquerda se encontra um elevador e à sua direita, as escadas;

Ao mesmo tempo, permite localizar, de forma eficaz que o caminho a seguir está em direção à sua direita, exatamente como a realidade representada na figura 1.
Ou seja, a planta de emergência está bem orientada e de fácil interpretação.




Exemplo 2 - Ao alterar o local de fixação da planta (fig. 3) para a parede junto a mangueira e a botoeira de alarme, o observador ao ler a planta erroneamente, verifica que o elevador está à sua frente, quando na realidade ele se encontra à sua esquerda; Além disso, existe uma parede à sua direita onde estão instaladas a mangueira e a botoeira de alarme, quando na realidade, esses equipamentos estão na parede à sua frente.
Isso porque a fig. 4 representa uma planta de emergência mal orientada, o que torna quase impossível o entendimento do seu conteúdo.

Para que uma planta de emergência esteja bem orientada, a gota deve ser inserida no desenho de modo que a sua extremidade fique em contato com a parede onde será afixada e o desenho sofra uma rotação de maneira que a gota fique na vertical e no sentido descendente, como que "caindo para o chão” (fig. 5).

Ao interpretar a planta, agora observa-se uma botoeira de alarme, uma mangueira e uma porta à direita, um elevador e escadas à esquerda e o caminho da rota de fuga em frente pelo corredor à esquerda.

Assim, a planta de emergência passa a estar bem orientada, sendo de fácil interpretação.




Outro ponto que deve ser observado na confecção das plantas de emergência é o melhor aproveitamento da área de desenho.

Veja os exemplos seguintes:

Na fig. 6 o desenho fica com uma escala muito reduzida, com pouco aproveitamento da área de desenho. As soluções ideais são as representadas nas figuras 7 e 8.











               


É essencial que se adapte à disposição da legenda e a localização da planta em função das características do desenho do edifício.


2020-07-16
Como sinalizar de forma eficaz as escadas de emergência
Atualmente as capitais e as cidades satélites brasileiras vivem em um processo de verticalização dos empreendimentos comerciais e residenciais. Edifícios como shoppings, hotéis, hospitais, unidades de ensino e cinemas, entre outros, passam a ser locais complicados para o abandono seguro e sem pânico em caso de emergência por conta do número de usuários e a altura das edificações.
2020-07-16
Como sinalizar de forma eficaz as escadas de emergência


Atualmente as capitais e as cidades satélites brasileiras vivem em um processo de verticalização dos empreendimentos comerciais e residenciais.

Edifícios como shoppings, hotéis, hospitais, unidades de ensino e cinemas, entre outros, passam a ser locais complicados para o abandono seguro e sem pânico em caso de emergência por conta do número de usuários e a altura das edificações.

Na maioria dos casos, o abandono precisa ser realizado através das escadas de emergência ao longo de vários pavimentos. Assim, é de extrema importância que estas estejam devidamente sinalizadas.

Ao instalar apenas o sinal de orientação de sentido da escada no nível superior, não é garantia de uma rota de fuga segura. É necessário complementar a sinalização da escada ao nível do solo com materiais fotoluminescentes, o que irá permitir uma progressão mais rápida e segura nas rotas de fuga, pois os usuários conseguem descernir a dimensão e localização dos degraus e corrimão.

O vídeo abaixo mostra o efeito da sinalização ao nível do solo em rotas verticais:

Através do vídeo acima é possível verificar que a sinalização ao nível do solo permite identificar perfeitamente os limites dos degraus e lances da escada:

Os degraus

Através da aplicação dos L's fotoluminescentes nas extremidades de cada degrau.

Cada lance de escadas

Através da aplicação de uma lâmina fotoluminescente autoadesiva e antiderrapante no primeiro e último degraus de cada lance.

O corrimão (complementarmente ao nível intermediário)

Através da aplicação de uma tira autoadesiva fotoluminescente ao longo de todo o corrimão, permitindo o rápido reconhecimento do local de apoio.

Por outro lado, em caso de incêndio e de acúmulo de fumaça, a sinalização ao nível do solo é a única que permanecerá visível.


A Sinalização Everlux-LLL (Low Location Lighting) cumpre com os requisitos da norma internacional ISO 16069 (Safety Way Guidance System), que trata do Sistema de Encaminhamento de Segurança, sendo de grande utilidade em toda a sinalização de rotas de fuga, tanto ao nível superior, quanto ao nível do solo, contribuindo para que o processo de abandono seja realizado de forma rápida, segura e sem pânico.

Para visualizar os modelos de sinalização de segurança nível do solo, acesse o Catálogo Everlux.
E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país.



2020-06-29
Soluções para a sinalização de rotas de fuga para corredores
Como sinalizar corretamente um corredor de uma saída de emergência? A sinalização de rotas de fuga quando instalada de forma paralela à parede é uma solução não recomendada para uso ao longo dos corredores das saídas de emergência.
2020-06-29
Soluções para a sinalização de rotas de fuga para corredores

Como sinalizar corretamente um corredor de uma saída de emergência?

A sinalização de rotas de fuga quando instalada de forma paralela à parede é uma solução não recomendada para uso ao longo dos corredores das saídas de emergência.

Isto porque a sinalização não é apresentada aos usuários de um ângulo frontal e favorável, que facilite a sua visualização e rápida ação no momento de abandono em caso de incêndio.

Assim sendo, as melhores formas de cumprir a rápida visualização por parte dos usuários será aplicar a sinalização de forma perpendicular às paredes ou suspensa no teto. Em ambos os casos os sinais serão de dupla face.

Quais os sinais que ficam nas respectivas faces?

Tendo em vista que estamos sinalizando um corredor de uma saída de emergência, isso implica, habitualmente, em um sentido único de percurso. Ou seja, em um dos sentidos é a "Saída”, mas no outro será "Não é saída”. Deste modo, desenvolveu-se o sinal B 00 24 associado ao sinal B 33 50.



figura A

Como identificar o sinal de modo a efetuar a sua correta montagem?
Existem duas hipóteses:
1- Com sinais do tipo 2 

Este acessório, por regra, é sempre aplicado do lado esquerdo do sinal desejado. Visto que temos dois pictogramas diferentes em cada face do sinal, o modo para identificar o sinal é diferente, dependendo do lado da parede em que será instalado. A aplicação tipo 2 se constitui pela instalação de um sinal de duas faces, instalado perpendicularmente à parede e que possui um perfil metálico em alúmino anodizado como acessório de fixação.

- Na parede do lado esquerdo (figura A).

Neste caso o sinal referido será o B 00 24 – tipo 2.

Verifica-se que o acessório está aplicado do lado esquerdo do sinal que foi solicitado.








- Na parede do lado direito (figura B).

Observa-se, através da figura, que o acessório se encontra do lado direito do sinal. 

Assim sendo, e desejando aplicar o sinal nesta parede, não podemos identificá-lo como B 00 24 tipo 2.

Identificará sim o sinal que está na outra face, que será o "Não é saída”.

Neste caso o sinal solicitado será o modelo B 33 50 – tipo 2.











2- Com sinais do tipo 3 
(aplicação suspensa ao teto)

Neste caso a instalação é feita de forma suspensa no teto, através de acessórios como cabo de aço, correntes, entre outros). 
Assim, para efetuar o pedido, basta solicitar o sinal B 00 24 tipo 3, o que corresponde a um sinal de duas faces, colado um atrás do outro, onde a face oposta à do sentido de abandono tem o pictograma do sinal B 33 50 ("Não é Saída”). Estes sinais são fornecidos já com os furos necessários para instalação.



2020-06-16
2ªEdição - Sinalização de Segurança “Risco Covid-19”
A linha de Sinalização de Segurança "Risco Covid-19” foi especialmente desenvolvida para gerenciar o comportamento na prevenção e redução de exposição ao risco do novo Coronavírus, comunicando os requisitos necessários para o eficaz distanciamento social, controle de infecções através dos protocolos de higiene e o uso de EPI's.
2020-06-16
2ªEdição - Sinalização de Segurança “Risco Covid-19”

A linha de Sinalização de Segurança "Risco Covid-19” foi especialmente desenvolvida para gerenciar o comportamento na prevenção e redução de exposição ao risco do novo Coronavírus, comunicando os requisitos necessários para o eficaz distanciamento social, controle de infecções através dos protocolos de higiene e o uso de EPI's.

Devido à grande procura pelos nossos clientes por modelos de sinais complementares à sua aplicação, a Everlux segue em constante melhoria, ampliando o portfólio desta família de sinalização para melhor atendimento das necessidades e particularidades de cada segmento.

Clicando na imagem à direita, você acessará a atualização do novo catálogo de Sinalização de Segurança "Risco Covid-19” onde destacamos as seguintes novidades:
• Procedimentos de segurança para uso de elevador;

• Procedimentos do uso da máscara de proteção;

• Orientação para o descarte de máscaras e luvas;

• Sinais de obrigação: Obrigatório o uso de máscara e desinfetar as mãos;

• Medição obrigatória da temperatura corporal;

• Sinais de proibição para uso de provadores;

• Lugar indisponível para assentos e

• Discos autoadesivos para obrigações e proibições diversas.

E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país. 


Continuamos 100% operacionais e disponíveis para eventuais esclarecimentos.


2020-06-03
Semana Mundial do Meio Ambiente: Everlux, Uma Empresa Sustentável
A Everlux enquanto marca de sinalização fotoluminescente possui produtos que, em sua essência, brilham no escuro sem a necessidade de fonte de energia. Este elemento por si só se configura altamente diferenciador em termos de sustentabilidade porque não gera gastos de energia elétrica.
2020-06-03
Semana Mundial do Meio Ambiente: Everlux, Uma Empresa Sustentável

A Everlux enquanto marca de sinalização fotoluminescente possui produtos que, em sua essência, brilham no escuro sem a necessidade de fonte de energia. Este elemento por si só se configura altamente diferenciador em termos de sustentabilidade porque não gera gastos de energia elétrica.

Além disso, a Everlux possui preocupação especial em todo o seu processo de fabricação procurando as matérias-primas e os processos com menor impacto no ambiente, de modo a contribuir com a sustentabilidade e com o meio ambiente.

Para sua concepção, os produtos são constituídos por uma base de PVC somado ao revestimento fotoluminescente composto por mistura de resinas, tintas e pigmentos fotoluminescentes e, para testar a toxicidade do produto final, a Everlux recorre a laboratórios reconhecidos através de ensaios segundo a norma EN 71-3 em que é simulado o contato do produto com a boca e o tato.

As matérias primas utilizadas para a fabricação da sinalização Everlux são cuidadosamente selecionadas e testadas para que os sinais fornecidos sejam de extrema qualidade e que possuam alta durabilidade.

Do ponto de vista de um produto durável, qual a vantagem para a sustentabilidade?


Aumento do ciclo de vida

Os materiais que constituem a sinalização Everlux possuem ciclo de vida longo, isto quer dizer que com uma instalação e manutenção adequadas, os materiais desempenham sua função por elevado período de tempo, motivo pelo qual a Everlux oferece a garantia de 5 anos.

Isto faz com que os clientes não tenham a necessidade de efetuar compras de nova sinalização em menores períodos (de forma anual ou bienal, por exemplo), evitando o desperdício de materiais.

A forma correta de instalar os sinais também se configura como parte integrante do aumento do ciclo de vida do produto. No "Guia de instalação Everlux” estão disponíveis as fichas técnicas dos materiais com as orientações gerais de instalação dos sinais. Encontre em nossa página da internet, na área de downloads.

Descarte

Se por algum motivo o sinal já não está em condições de uso e é necessário o seu descarte, basta colocá-lo na lixeira da separação de resíduos junto com os produtos plásticos.

Como a Everlux faz a separação dos seus resíduos industriais?

A Everlux faz investimentos contínuos em tecnologia para obter um processo de produção limpo sem qualquer tipo de agressão ao meio ambiente.

Em nossa fábrica no Brasil não são utilizadas tintas à base de solventes, o que significa um ambiente de trabalho mais saudável e seguro para os colaboradores, sem liberação de compostos orgânicos prejudiciais para o ambiente.

Na tratativa dos resíduos, que são formados por aparas de PVC fotoluminescente e as sobras de tintas e vernizes, são recolhidos por empresa certificada para posterior tratamento e reutilização em outros segmentos de mercado, como por exemplo na utilização para a fabricação de tubulações. A reutilização destes resíduos e a sua transformação em novos materiais permite poupar recursos naturais.

As lamas industriais (mistura de água e tintas) são separadas, armazenadas em depósitos específicos, recolhidas e tratadas por empresas certificadas pela CETESB, que asseguram o seu correto encaminhamento e eliminação. Em cada recolhimento deste resíduo, o nível de poluentes é medido e comparado com padrões normais.

Tudo isso para que o processo de fabricação da sinalização ocorra de forma positiva para toda a sociedade e para o meio ambiente.

Everlux, empresa consciente e produto sustentável!

2020-05-20
A importância da iluminação local na estimulação do fotoluminescente
A sinalização tem como objetivo transmitir com eficácia a mensagem para a qual foi concebida. E sendo de segurança deverá ser fotoluminescente, garantindo, assim o total entendimento por parte do observador, mesmo em situações de ausência de luz.
2020-05-20
A importância da iluminação local na estimulação do fotoluminescente
A sinalização tem como objetivo transmitir com eficácia a mensagem para a qual foi concebida. E sendo de segurança deverá ser fotoluminescente, garantindo, assim o total entendimento por parte do observador, mesmo em situações de ausência de luz.


O princípio Fotoluminescente

A fotoluminescência é a emissão de luz (fótons) por parte de um material, após ter sido submetido a uma excitação luminosa.

A excitação dos sinais fotoluminescentes é um pré-requisito para a emissão da luminescência, ou seja, para que os sinais cumpram a sua missão.

Por outro lado, a intensidade luminosa emitida por um sinal, depende da quantidade de energia que ele conseguiu armazenar, ou seja, depende do tempo de exposição à luz ambiente e do tipo de luz utilizada na sua estimulação.


A importância da iluminação local na estimulação do fotoluminescente

O tipo de iluminação ambiente existente nos locais de instalação de sinalização e a "intensidade" da iluminação são aspectos que influenciam diretamente a performance da sinalização fotoluminescente instalada.

Existem dois tipos de Sinalização de Segurança Fotoluminescente, distintos e complementares, em função dos diferentes locais de fixação:

Everlux - Sinalização de Segurança Fotoluminescente de alta intensidade luminosa, para instalação ao nível superior (próximo do teto).

Everlux LLL - Sinalização de Segurança Fotoluminescente para instalação ao nível do solo (Low Location Lighting System).

Os produtos de Sinalização Fotoluminescente que devem ser instalados ao nível do solo, denominados Everlux LLL (Low Location Lighting), possuem a particularidade de conseguirem ser excitados com níveis muito baixos de iluminância (25 lux) e em um curto espaço de tempo.

Esta sinalização está adaptada às situações reais das aplicações em locais onde a iluminação e o tipo de lâmpadas não são suficientemente intensas para estimular os produtos tradicionais.

A tabela seguinte indica o nível de resposta dos sinais fotoluminescentes aos diferentes tipos de iluminação.

Legenda eficácia: Elevada , Média , Baixa 
Ensaios realizados com uma estimulação de 25 lux durante 15 minutos

As lâmpadas que melhor estimulam os sinais fotoluminescentes são as de tonalidade da luz fria, ou seja, as lâmpadas cuja coloração mais se aproxima com a luz produzida pelo sol.

Concluímos que os materiais fotoluminescentes devem ser selecionados em função do tipo de iluminação existente no local onde se pretende fazer a instalação se sinalização. Por exemplo, as lâmpadas de vapor de sódio, que são normalmente utilizadas em túneis, não são adequadas para a estimulação de sinais Everlux, mas são adequadas para o Everlux LLL. (instalados ao nível do solo).

Verifica-se que o melhor conhecimento do tipo de iluminação de cada local possibilita a escolha adequada do tipo de sinalização, garantindo-se sempre a total funcionalidade da Sinalização de Segurança Fotoluminescente, nas mais diversas situações.
2020-05-11
Sinalização de Segurança Risco Covid-19
A Everlux desenvolveu a sinalização dos procedimentos de segurança para os riscos da Covid-19, especificamente:
2020-05-11
Sinalização de Segurança Risco Covid-19
A Everlux desenvolveu a sinalização dos procedimentos de segurança para os riscos da Covid-19, especificamente:

 


  Procedimentos de segurança

  Procedimentos de higiene,
etiqueta respiratória e
proteção individual





  Sinalização específica de
emergência, perigo,
obrigação e proibição

  Sinalização de aplicação
no pavimento para delimitação
de espaços e distanciamentos



Para consultar todas as soluções de sinalização disponíveis clique AQUI.



2020-04-19
Certificação de produto e subjetividade inerente aos certificados
Sinalização de segurança fotoluminescente: certificação de produto e subjetividade inerente aos certificados Atualmente verifica-se que há um grande comprometimento das empresas com o desenvolvimento de soluções de segurança funcionais, adequadas e com qualidade. Também os produtos de segurança fotoluminescentes são parte essencial desta nova realidade de qualidade e segurança (ocupacional e ambiental).
2020-04-19
Certificação de produto e subjetividade inerente aos certificados
Sinalização de segurança fotoluminescente: certificação de produto e subjetividade inerente aos certificados

Atualmente verifica-se que há um grande comprometimento das empresas com o desenvolvimento de soluções de segurança funcionais, adequadas e com qualidade. Também os produtos de segurança fotoluminescentes são parte essencial desta nova realidade de qualidade e segurança (ocupacional e ambiental).

Se em termos de produção existe o "dever” de implementar processos sustentáveis, que respeitem os princípios de saúde e segurança, através da utilização de produtos amigos do meio ambiente em termos de qualidade, existe o "dever” de que os produtos cumpram os requisitos normativos e legais aplicáveis (tais como a fotoluminescência e a característica auto-extinguível). Estamos perante a dualidade de "dever” e o "compromisso/garantia”. 

A "qualidade” depende da avaliação individual e subjetiva e é por isso que a certificação de produtos vem se impondo cada vez mais no mercado.

Eis algumas razões que justificam a importância e o valor da certificação de produto:

•    É a única garantia de que os produtos cumprem com os requisitos normativos e legais aplicáveis;
•    Demonstra o compromisso assumido com a qualidade, segurança, meio ambiente e sociedade em geral;
•    Destacam-se de forma independente e rigorosa, outros requisitos do produto, além dos legais, importantes do ponto de vista da segurança do usuário, e que como tal devem ser assegurados;
•    Evidencia no caso da sinalização de segurança fotoluminescente, o desenvolvimento contínuo de soluções que potencializam melhores condições de segurança em geral e, em particular, em evacuações seguras e rápidas, isentas de pânico, que conduzam às saídas corretas.

Certificação de produto vs relatório de teste ou certificado de ensaio:

•    O que é um relatório de teste? O que é um certificado de ensaio?
•    Um relatório de teste garante conformidade?
•    Certificado de ensaio e certificado de produto ou certificação são a mesma coisa?

Um relatório de teste, também comumente chamado de certificado de ensaio, é um documento único e individual que reúne os registros do teste realizado a uma determinada amostra de produto, bem como a análise e interpretação desses registros. Um teste dá origem a um relatório.



Aplicando esta situação à área da sinalização, qualquer entidade, empresa ou indivíduo pode solicitar a execução de um teste a qualquer sinal de segurança, seja ele de produção própria ou adquirido no mercado. O laboratório para onde é enviado o sinal efetua os testes tendo como referência um procedimento de ensaio definido, que pode ter por base uma norma nacional ou internacional ou simplesmente ser um procedimento não normatizado, definido pelo requerente e pelo laboratório. Em qualquer um dos casos é emitido um relatório de teste.

Mas quem garante ao consumidor que um sinal comprado possui as mesmas características do sinal testado?  
Como se garante a qualidade?

A resposta é: Não se garante!

Caso não exista um processo de fabricação certificado, não há garantia de que a sinalização produzida e vendida possui as mesmas características que o sinal testado.

Assim, um relatório de teste ou um certificado de ensaio não é mais do que o resultado de uma simples medição de um sinal, que por si só não garante a efetiva qualidade dos demais sinais que não se submeteram ao teste. Um relatório de teste de um produto não é um certificado de produto.

Esta questão se comprova muito facilmente. Simplesmente basta recolher sinais já instalados no mercado, enviar para o mesmo laboratório que emitiu esse relatório de ensaio. Ao testar esses sinais, constata-se que os valores são muito inferiores aos que apresentaram no relatório de ensaio inicial.

Um relatório de teste ou um certificado de ensaio é habitualmente indício de fraude e qualidade enganadora!





Ao adquirir produtos na área de segurança, deve-se exigir ao fornecedor um certificado de produto.

O certificado de produto é a evidência clara da conformidade de um processo de certificação de produto e garante que o sistema de produção está de acordo com procedimentos devidamente definidos e para os quais existe um histórico de registros de qualidade e controle de produção.

O certificado é emitido por uma entidade certificadora, não por um laboratório de ensaios, sendo a responsabilidade dessa entidade certificadora a escolha e o recolhimento aleatório de produtos que serão ensaiados. Um certificado não se obtém de uma amostra e de um relatório de testes, mas sim de evidências claras de que todo o processo de fabricação funciona de forma controlada e que o produto fabricado hoje é igual ao produzido ontem e o mesmo que será produzido amanhã.


Como analisar um certificado?

Um certificado de produto deve ser claro e evidenciar, no mínimo, a seguinte informação:
•    Número de certificado/referência;
•    Âmbito da certificação (extensão e limites do certificado; normalmente inclui uma descrição dos locais de produção, das unidades organizacionais, bem como as áreas de aplicação dos produtos);
•    Identificação do fabricante;
•    Identificação do produto (marca);
•    Requisitos normativos e legais verificados (descrição completa do procedimento normativo e/ou legal aplicável);
•    Data de concessão da certificação; e
•    Prazo de validade.

Certificados do nosso produto:

2020-04-15
Receba um Projeto de Sinalização realizado no Everlux Project
O ano de 2020 é muito especial para a Everlux, pois a empresa comemora os seus 15 anos de existência! Na comemoração do 15º aniversário, queremos demonstrar o nosso agradecimento a todos os projetistas e prescritores que, conosco e ao longo destes 15 anos, dão preferência aos produtos e soluções Everlux: Ofereceremos a execução de 15 projetos de sinalização realizados com o software Everlux Project!
2020-04-15
Receba um Projeto de Sinalização realizado no Everlux Project
O ano de 2020 é muito especial para a Everlux, pois a empresa comemora os seus 15 anos de existência!

Na comemoração do 15º aniversário, queremos demonstrar o nosso agradecimento a todos os projetistas e prescritores que, conosco e ao longo destes 15 anos, dão preferência aos produtos e soluções Everlux:
Ofereceremos a execução de 15 projetos de sinalização realizados com o software Everlux Project!

Um dos produtos/serviços de maior sucesso nestes 15 anos foi o lançamento do Everlux Project. Um software de apoio ao projeto desenvolvido pela Everlux – uma ferramenta para Autocad e outros formatos – que permite a execução de um projeto de sinalização de
segurança. Facilita a inserção da sinalização necessária nos desenhos, proporciona um guia para a correta escolha dos sinais e assegura uma quantificação rigorosa e instantânea através de um simples clique. Uma ferramenta que os projetistas valorizam, utilizam muito e que pode ser visualizada a sua funcionalidade através do vídeo de demonstrativo aqui.

Em comemoração dos 15 anos da Everlux, nós sortearemos a execução de 15 projetos de sinalização entre todos os que nos sejam enviados. Para se candidatar a esta promoção, não há a necessidade prévia do
Everlux Project. Basta apenas que faça a sua inscrição pelo e-mail 15Anos@everlux.com.br nos indicando os dados da sua empresa, e identificando a obra que se candidata, ou nos enviando os desenhos desse projeto que pretenda que realizemos.

Lembramos que os projetos deverão ser enviados preferencialmente em Autocad (mas poderão ser em outro formato) e devem conter a arquitetura e a localização das saídas e rotas de fuga, bem como a localização dos equipamentos de combate a incêndio e alarmes (extintores, hidrantes, botoeiras de alarme, central de alarme, identificação de portas corta-fogo, barras antipânico, etc).

No final, ofertaremos o projeto de sinalização de segurança em Autocad (e em PDF), memorial descritivo, enquadramento legal e mapa de medições. Uma oferta que com certeza valorizará o seu trabalho de projetista ou prescritor.

O anúncio dos projetos sorteados será feito por e-mail para todos os candidatos, sendo que, os projetos sorteados dentre todos os recebidos até dia 15 de cada mês será imediatamente anunciado no dia útil seguinte. Os projetos que
não forem sorteados entrarão para os sorteios dos meses subsequentes. Os projetos serão executados em até 30 dias corridos da data do sorteio.

Envie-nos o seu
projeto o quanto antes, habilite-se para receber um projeto de sinalização de segurança realizado com o Everlux Project e permita que assim, expressemos o agradecimento da Everlux pela sua preferência.


Maiores informações sobre a ferramenta:

Everlux Project – software de apoio ao projeto
O Everlux
Project é uma ferramenta gratuita destinada a arquitetos, engenheiros e técnicos com responsabilidades na elaboração de projetos de sinalização de segurança fotoluminescente. Está em completo acordo com a norma brasileira da ABNT NBR 13434 e Leis estaduais, incluindo já as alterações previstas na revisão da norma ABNT NBR 13434.

Para que serve?
O Everlux Project é um software de apoio à execução, mapeamento e quantificação de
sinalização de segurança. Está disponível em duas versões: (1) uma que funciona na plataforma do AutoCad, de forma semelhante a uma biblioteca, e (2) uma outra que funciona sobre desenhos em formato de imagem.

Como funciona?
O software tem por base uma
biblioteca com os modelos de sinalização do catálogo Everlux. A escolha dos sinais é direcionada, tornando a utilização do software fácil e intuitiva, conduzindo à correta seleção dos sistemas de sinalização adequados à edificação. Após a seleção dos sinais, permite a apresentação automática em planilha de MS Excel, com a distribuição dos sinais por pavimento, facilitando a quantificação e precificação.

Quais as suas vantagens?
Além da diferenciação e valorização do
próprio projeto, tornando-o mais completo, facilita a execução do projeto tornando simples e intuitiva a seleção, mapeamento e quantificação dos sistemas de sinalização.

A instalação dos sinais fica muito facilitada e se reduz de maneira muito significativa a possibilidade de erros e escolhas arbitrárias
causadas pelas equipes de instalação – o que o projetista dimensiona é o que será instalado!

O resultado final é uma efetiva responsabilização de todas as partes envolvidas, desde o projetista até às equipes de instalação e fiscalização, com o subsequente aumento de garantias de segurança para os usuários.

Exemplo de projeto de sinalização elaborado no Everlux Project:








2020-04-06
Cálculo da distância de observação para sinalização de emergência
Sempre que há a necessidade de sinalizar um ambiente, além de definir a sinalização que será utilizada, qual será a sua localização, o tipo de material e o tipo de fixação, deverá ser definido a dimensão adequada do sinal.
2020-04-06
Cálculo da distância de observação para sinalização de emergência
Sempre que há a necessidade de sinalizar um ambiente, além de definir a sinalização que será utilizada, qual será a sua localização, o tipo de material e o tipo de fixação, deverá ser definido a dimensão adequada do sinal.

Este parâmetro não é aleatório, ou seja, não deve ser decidido por uma questão estética, mas sim de uma forma ponderada e definido através de argumentos técnicos.

A NBR 13434 parte 2 da ABNT define uma fórmula na qual a distância de observação depende diretamente da dimensão do sinal.


A norma apresenta a seguinte fórmula:

Sinalização com símbolos (básica)

A - representa a área do sinal, em metros quadrados;
L – representa a distância do observador ao sinal, em metros.


Fórmula válida para distâncias superiores a 4m e inferiores a 50m, conforme Tabela 1 da norma.


Sinalização com letras (complementar)

h – representa a altura da letra, em metros;
L - representa a distância do observador ao sinal, em metros.

Estes mesmos princípios foram adotados pela IT-20/2019 do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, assim como as instruções técnicas, notas técnicas e normas de procedimentos técnicos de sinalização de segurança da maioria dos Estados Brasileiros.

Para um sinal retangular, com
pictograma e legenda, segundo os documentos referidos, apenas a área referente ao pictograma é contabilizada no cálculo da distância de observação:

 

A mesma metodologia é válida para um sinal retangular, mas que é composto pelo pictograma principal e por uma seta (sinal ou pictograma complementar). Apenas a área do pictograma principal (neste caso o extintor) deve ser considerada para cálculo da distância de observação:



No momento da escolha da dimensão do sinal, faz-se necessário saber qual a distância máxima que o sinal seja visível e compreendido.

Na imagem seguinte, pode-se
observar um sinal de rota de fuga na medida 800x600mm juntamente com um sinal na medida 300x150mm.



Se por acaso não for exequível aplicar o sinal na medida adequada, pode-se utilizar medidas inferiores tendo o cuidado de aplicar um maior número de placas espaçadas entre si de modo a poder cumprir com as distâncias de observação.

2020-03-24
Everlux vs Covid-19
Diante da situação atualmente vivida, seja no Brasil ou a nível mundial – e como trabalhamos em mais de 80 países e temos funcionários em 2 continentes – informamos:
2020-03-24
Everlux vs Covid-19

Estimados Clientes e Amigos

Diante da situação atualmente vivida, seja no Brasil ou a nível mundial – e como trabalhamos em mais de 80 países e temos funcionários em 2 continentes – informamos:

1. Tomamos as precauções e recomendações das autoridades dos países onde operamos, bem como as recomendações da OMS;
2. Proporcionamos para todos os nossos colaboradores as facilidades necessárias para melhor gestão familiar, particularmente em função do fechamento dos estabelecimentos escolares;
3. Ajustamos a presença física dos nossos colaboradores, tanto em nossa fábrica quanto nas instalações dos nossos clientes, o necessário para o pleno desempenho das tarefas que garantam a total satisfação das solicitações de serviços e produtos dos nossos clientes;


É com satisfação que informamos que a implementação do nosso plano de contingência, executado no total e absoluto respeito por todas as recomendações das instituições responsáveis nacionais e da OMS garante a total operacionalidade e completo funcionamento da Everlux.

Continuamos à vossa disposição como sempre!

2020-03-20
Semana do Consumidor: Lançamentos e Promoções da Everlux
Lançamento Everlux: Sinais dupla face tipo L com dobra a 90°
2020-03-20
Semana do Consumidor: Lançamentos e Promoções da Everlux
Lançamento Everlux: Sinais dupla face tipo L com dobra a 90°

O ano de 2020 é muito especial para a Everlux que completa seus 15 anos de existência!

Para alcançar a marca de 15 anos de atividade da empresa, parte de uma multinacional portuguesa com presença em mais de 80 países, só é possível com elevada qualidade, mas acima de tudo, com investimentos constantes em pesquisa e desenvolvimento.

E nas inúmeras ações comemorativas desses 15 anos no Brasil, apresentamos uma nova sinalização dupla face tipo L com caraterísticas inovadoras:

  • Um único elemento de PVC com propriedades fotoluminescentes de ambos os lados!
  • Fixação em apenas um dos lados pela dobra em L a 90°
  • Muito mais leve, permitindo fácil aplicação em quase todas as situações
  • Proporciona uma instalação mais leve e menos agressiva ao ambiente


P 08 91


Este novo tipo de sinal na série de sinalização de combate a incêndio e alarme está disponível exclusivamente para os pictogramas de extintor, mangotinho, hidrante e sirene de alarme na medida única de 170x170mm, e alarme de incêndio na medida 170x240mm, proporcionando uma distância de observação de 8m e 9m conforme a norma NBR-13434 da ABNT.

Na sinalização de rota de fuga estão disponíveis para sinalização indicativa para direita e esquerda, mudança de direção das escadas e saídas para fixação nas portas na medida 300x150mm.

Vale destacar ainda a enorme vantagem do preço extremamente competitivo:

Medida 300x150mm > é mais econômico 21%!!

Medida 170x170mm > Nos sinais de extintor, este novo sinal dupla face tipo L com dobra a 90°

  • É 33% mais econômico do que a sinalização atual Tipo 2 com calha em 200x200mm
  • É 4% mais econômico do que o atual sinal Tipo2 em 150x150mm e permite uma distância de observação 16% superior
2020-02-27
Lançamento Site Oficial Sinalização Excellence by Everlux Brasil
A Everlux com muito orgulho apresenta o site exclusivo da Sinalização Linha Excellence. Através do site www.excellencebyeverlux.com.br, os usuários terão acesso a todas as informações da sinalização Excellence by Everlux - uma sinalização pensada e desenvolvida para o ramo de arquitetura.
2020-02-27
Lançamento Site Oficial Sinalização Excellence by Everlux Brasil

A Everlux com muito orgulho apresenta o site exclusivo da Sinalização Linha Excellence
Através do site www.excellencebyeverlux.com.br, os usuários terão acesso a todas as informações da sinalização Excellence by Everlux - uma sinalização pensada e desenvolvida para o ramo de arquitetura.

Excellence by Everlux é uma sinalização que conversa com o ambiente, ao mesmo tempo em que possibilita a customização de acordo com a necessidade específica de cada empreendimento.

                                                                                                                                                                                                         Imagem: Architect @ Work Paris.


MATERIAIS




 A linha de sinalização de segurança Excellence by Everlux encara um sinal como sendo ele próprio um elemento decorativo, que deve estar em harmonia com o espaço onde será aplicado. Este cuidado começa inicialmente na escolha das matérias-primas.

Através do site Excellence by Everlux os usuários terão acesso às várias opções de substratos de série disponíveis que compõem a base da sinalização.


SÍMBOLOS



Através da aplicação de princípios comuns de design consistentes e uniformizados, a combinação de componentes visuais são criados pela conjugação que traduz uma mensagem de segurança particular.

Assim, a cor, a forma geométrica e o pictograma combinados resultam em informação nobre e inequívoca.



SISTEMAS DE FIXAÇÃO


Escolher o sistema de fixação de um sinal pode ser também um desafio: se por um lado precisa garantir a correta visualização do sinal, por outro lado, não quer que este influencie de forma negativa na estética e na decoração do espaço.
Na linha Excellence by Everlux você encontra diferentes combinações entre acessórios e tipos de fixação, que melhor confluir em função do material escolhido e do local onde será instalado.
Estes sistemas permitem uma fixação leve e delicada, que acentua e reforça a harmonia estética entre o sinal e o ambiente.


PORTFÓLIO

O site exclusivo Excellence by Everlux apresenta o portfólio contendo as imagens de empreendimentos ao redor do mundo.


CATÁLOGO

Através do site, o catálogo digital Excellence by Everlux está disponível para acesso, sendo otimizado tanto para PCs quanto para outros dispositivos móveis (tablets e smartphones), proporcionando todo o suporte necessário às informações sobre a sinalização e às imagens de obras fornecidas, que podem, eventualmente, servir de exemplos para apresentação a outros profissionais.






DOWNLOADS

Na sessão de downloads do site Excellence by Everlux, os usuários possuem à disposição todos os materiais de suporte como a ficha técnica da sinalização, o guia de instalação completo, bem como outros arquivos relevantes.


Para mais informações acesse:




2020-02-03
Sistema de Sinalização e Iluminação Fotoluminescente ao nível do solo
O sistema de Sinalização e Iluminação Fotoluminescente ao nível do solo – a que chamamos de LLL - é constituído por tecnologia de produtos ultra sensíveis à luz a serem instalados em locais que recebem pouca iluminação, ao mesmo tempo em que são necessários que os elementos atuem com alta intensidade luminosa.
2020-02-03
Sistema de Sinalização e Iluminação Fotoluminescente ao nível do solo

O sistema de Sinalização e Iluminação Fotoluminescente ao nível do solo – a que chamamos de LLL - é constituído por tecnologia de produtos ultra sensíveis à luz a serem instalados em locais que recebem pouca iluminação, ao mesmo tempo em que são necessários que os elementos atuem com alta intensidade luminosa.

A confluência das normas internacionais em recomendar o uso da sinalização ao nível do solo como parte integrante do sistema de sinalização, tem como fator determinante o uso de materiais fotoluminescentes de elevada qualidade que exerçam sua função em situações extremas, a saber:

  • Estimulados com iluminação ambiente de 25 lux;
  • Com período de estimulação de 15 minutos;
  • Com potência das lâmpadas de 36 W;
  • E que, nestas condições, consiga atingir a intensidade luminosa de 20 milicandelas por metro quadrado (20mcd/m²) aos 10 minutos, de 2,8 mcd/m² aos 60 minutos e que obtenha a autonomia de 340 minutos da Norma DIN 67510 (esta para 1.000 lux de estimulação).

Pretendendo ter sempre a melhor capacidade de resposta às necessidades dos consumidores ou mesmo antecipar-se a essas exigências, a Everlux desenvolveu o Sistema de Sinalização e Iluminação Fotoluminescente ao nível do solo.


O portfólio para o sistema de sinalização ao nível do solo - Everlux LLL - mantém os caminhos de abandono iluminados, assegurando a visualização da sinalização dos equipamentos de combate a incêndio e das rotas de saídas nas situações de emergência. Considerando a premissa deque os ocupantes, em sua grande maioria, não estão familiarizados com a edificação, a sinalização ao nível do solo garante melhores condições nos fluxos de fuga, diminuindo os riscos de pânico e consequente perda de vidas em ocorrências críticas.

Considerando a excitação exigida de 25 lux durante 15 minutos, as características de luminescência dos materiais Everlux são superiores quando comparadas ao desempenho mínimo exigido pelas normas internacionais de segurança:


2020-01-30
Siga a Página Everlux Brasil no Facebook
Com intuito de experimentar novas formas de estar em contato com os seus clientes e também de acompanhar a evolução das tendências mais recentes, a Everlux Brasil lançou a sua página oficial no Facebook.
2020-01-30
Siga a Página Everlux Brasil no Facebook
Com intuito de experimentar novas formas de estar em contato com os seus clientes e também de acompanhar a evolução das tendências mais recentes, a Everlux Brasil lançou a sua página oficial no Facebook.

O Facebook - dispensa apresentações… O Facebook é uma das redes sociais mais utilizadas em todo o mundo, e está cada vez mais direcionada para o mundo empresarial. Ao tornar-se fã da página Everlux Brasil no Facebook você será nosso seguidor.

Basta apenas dar um "like” na página para passar a ter acesso a diversas informações sobre eventos do setor da segurança, produtos e ações desenvolvidas nas regiões onde a Everlux está presente. Existirão também, publicações de vídeos, artigos técnicos, notícias, newsletters, entre muitos outros conteúdos, elaborados pensando em você… acreditamos que irá gostar!
2020-01-17
A Importância da Sinalização de Segurança Fotoluminescente
A sinalização de segurança fotoluminescente é vista por muitos profissionais da área da segurança contra incêndio como o principal elemento garantidor do salvamento de vidas em caso de incêndio nas edificações. Mas antes de entendermos sobre a importância da sinalização de segurança fotoluminescente, é preciso entender o conceito da fotoluminescência e sua aplicabilidade dentro do contexto da sinalização de emergência.
2020-01-17
A Importância da Sinalização de Segurança Fotoluminescente

A sinalização de segurança fotoluminescente é vista por muitos profissionais da área da segurança contra incêndio como o principal elemento garantidor do salvamento de vidas em caso de incêndio nas edificações.

Mas antes de entendermos sobre a importância da sinalização de segurança fotoluminescente, é preciso entender o conceito da fotoluminescência e sua aplicabilidade dentro do contexto da sinalização de emergência.


O que é Fotoluminescência?

Fotoluminescência é a característica que determinados elementos possuem para emissão de radiação luminosa através de fótons, após submetidos a uma fonte de excitação luminosa externa.Os elementos fotoluminescentes contam com a capacidade de absorção de fótons oriundos de iluminação natural ou artificial e a sua liberação em formato de brilho em ambientes com ausência da luz.

Em resumo, ser fotoluminescente é ter a capacidade de absorver energia luminosa e brilhar no escuro.

Os primórdios da fotoluminescência datam do início do século XVII, quando Vincenzo Casciarolo descobre o "fósforo de Bolonha” em que as propriedades fotoluminescentes dos materiais começam a ser desenvolvidas.

Com a evolução de pesquisas relacionadas ao tema já no final do século XVII, Hennig Brand isola, pela primeira vez, o elemento químico "fósforo” - responsável pelo brilho dos materiais - possibilitando o contínuo incremento de estudos da luminescência e suas respectivas aplicações, como no caso da sinalização de segurança.


Fotoluminescência no contexto da Sinalização de Emergência no Brasil

A utilização da tecnologia fotoluminescente na sinalização de emergência deu início no Brasil no ano de 2004 através da norma brasileira ABNT NBR 13434 – Sinalização de segurança contra incêndio e pânico, através da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

A norma tem como objetivo principal fornecer regras e diretrizes para que sejam satisfeitas a concepção e organização do comportamento humano frente às situações de emergência, além de ajustar as condutas e padrões de qualidade/reprodutibilidade da sinalização.

A norma de sinalização de segurança fotoluminescente da ABNT NBR-13434 é dividida em três partes:

  • Parte 1: Princípios de projeto;
  • Parte 2: Símbolos e suas formas, dimensões e cores;
  • Parte 3: Requisitos e métodos de ensaio.


NBR-13434 - Parte 1: Princípios de projeto

A parte 1 da norma tem como objetivo fixar os requisitos exigíveis para que sejam satisfeitas as instalações dos sistemas de sinalização contra incêndio e pânico nas edificações.

Nesta parte, a classificação de sinalização básica e complementar são definidas, onde a sinalização básica compreende o conjunto mínimo de sinalização que a edificação necessita – categorizadas por sua função >> proibição, alerta, orientação e salvamento e identificação dos equipamentos de combate a incêndio e alarme – e, a sinalização complementar, composta por mensagens escritas ou faixas de cor em que são empregadas em situações específicas em acordo com os riscos existentes.

Adicionalmente, determina o efeito fotoluminescente para a indicação das rotas de saída e localização dos equipamentos de combate a incêndio e alarme, além de recomendar o uso das plantas de emergência como composto do sistema de sinalização.

Por fim, inicia as considerações sobre as regras para inspeção e conservação dos sinais.


NBR-13434 - Parte 2: Símbolos e suas formas, dimensões e cores

Nesta seção, os elementos que compõem a sinalização de emergência são padronizados através de símbolos, formas geométricas, cores e dimensionamento.

Ela destaca-se pelos anexos contendo exemplos de utilização da sinalização de segurança nas mais variadas aplicações, bem como os cálculos para definir o tamanho da sinalização em relação à distância de observação, dividindo o uso de pictogramas em relação às mensagens escritas para auxiliar na maximização dos benefícios que cada utilização requer.


NBR-13434 - Parte 3: Requisitos e métodos de ensaio

Nesta parte, a norma define os requisitos mínimos de desempenho e métodos de ensaio acerca de todas as resistências necessárias que garantem a legitimidade e integridade das sinalizações de emergência: propagação de chamas, agentes químicos e lavagem, água, sabão, detergentes, óleos comestíveis e gorduras, névoa salina, intemperismo e fotoluminescência. Para este último, no item 4.5, enfatiza a diferença de testes e tempo de atenuação de eficiência do elemento fotoluminescente no contexto da sinalização básica em relação à sinalização complementar de indicação continuada próxima do solo.

Em complemento à parte 1, estabelece critérios para verificação da conformidade dos elementos, além de apresentar as características de marcação, rotulagem e embalagem das placas, bem como as ações de inspeção e manutenção a que os materiais devem ser submetidos (itens 6 e 7).

Desde sua edição, ela é utilizada como referência para a formação das demais legislações vigentes promulgadas pelos Corpos de Bombeiros das unidades federativas do Brasil e Distrito Federal. Neste contexto, pode-se destacar como exemplo o Corpo de Bombeiros dos estados de São Paulo e de Minas Gerais com a publicação das Instruções Técnicas de Número 20 e 15, respectivamente.

No que tange ao enquadramento normativo legal brasileiro, ainda existem outras corporações de bombeiros militares que transformam a norma ABNT NBR em lei através de um Decreto Estadual sancionados pelos governadores em seus estados; com força de lei, as medidas cabíveis do ponto de vista civil e criminal possuem o mesmo teor e valia das Instruções Técnicas como exemplo, no estado de Alagoas, através do Decreto Estadual 4173, o governador do estado decreta que "...independente das área total construída será exigido o sistema de sinalização conforme normas ABNT...”


A import
ância da Sinalização de Segurança Fotoluminescente

A sinalização fotoluminescente possui um papel central na área da prevenção contra incêndio e pânico, sendo vista por muitos profissionais do setor como elemento de principal importância no salvamento de vidas.

Isto porque a sinalização fotoluminescente, dentro dos padrões normativos, permite aos usuários a visualização das rotas de saída tanto na presença quanto na ausência de luz em uma edificação, pois brilhará no escuro. Assim, grande parte dos usuários da edificação com princípio de incêndio conseguirão abandonar o local em segurança.

Além disso, a sinalização fotoluminescente auxilia as equipes de resgate e corpos de bombeiros no momento da identificação dos equipamentos de combate à incêndio para controlar o incêndio.


Conclusão

Através deste artigo é possível concluir que a tecnologia fotoluminescente, quando aplicada à sinalização de segurança, é de suma importância para cumprir o seu papel principal: preservação de vidas no momento de abandono ou resgate na edificação através da visualização das rotas de saída e na identificação dos equipamentos de combate à incêndio e alarme.

Existe uma série de critérios estabelecidos em normas de segurança para que a sinalização realmente cumpra com o seu papel de salvar vidas e através da escolha do fabricante de sinalização de segurança fotoluminescente que se preocupe com o atendimento de todos os padrões normativos, garantirá o nível de segurança condizente ao real valor da vida humana.

Sobre a Everlux:

A Everlux é uma indústria Brasileira, do grupo multinacional Português com atuações em mais de 80 países e conta com "Know How” adquirido através de sua experiência de 30 anos no desenvolvimento de soluções e novas tecnologias para sistemas de sinalização de segurança fotoluminescente.

Há 14 anos no Brasil, a filial encontra-se localizada no Estado de São Paulo, onde opera a produção da sinalização com padrão de qualidade superior e diferenciada do mercado para o fornecimento em todo o território nacional e em conformidade às legislações brasileiras, tais como a norma de Sinalização de Segurança da ABNT (NBR-13434) e Decretos Estaduais referente aos Corpos de Bombeiros (IT`s, NPT`s, NT`s e IN`s).

Além disso, a sinalização encontra-se em conformidade com normas internacionais de referência ISO e DIN aplicáveis com garantia de 05 anos.


2018-09-27
Convite: Everlux na FISP 2018
A Everlux irá estar presente na FISP de 3 a 5 de Outubro em São Paulo. Em nosso estande encontrará diferentes soluções de sinalização de segurança fotoluminescente
2018-09-27
Convite: Everlux na FISP 2018
A Everlux irá estar presente na FISP de 3 a 5 de Outubro em São Paulo.

Em nosso estande encontrará diferentes soluções de sinalização de segurança fotoluminescente, desde sinalização de rota de fuga, sinalização dos equipamentos de combate a incêndio e ainda muitas novidades que destacamos:

  • Everlux-project – um software de ajuda ao projeto de segurança;
  • Excellence by Everlux – sinalização de alto padrão e design moderno e inovador;
  • Plantas de Emergência Everlux – uma obrigatoriedade da futura norma;
  • Everlux-LLL – sinalização ao nível do solo;

Sinalização Marítima - uma área especifica, na qual a Everlux é líder de mercado.

Agende em seu calendário: Dias 3, 4 e 5 de Outubro - XXII FISP – Feira Internacional de Segurança e Proteção, evento referência em Segurança e Proteção, que irá acontecer no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center - Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 – Água Funda, São Paulo, das 13 às 21h.

Esparamos por você na rua 400 estande 457!




Se ainda não fez seu credenciamento, acesse: www.fispvirtual.com.br
2017-06-01
Lâminas fotoluminescentes: Muito mais que simples demarcação
A sinalização ao nível do solo é muito mais do que organização do ambiente (demarcação de mesas, armários, máquinas e demais obstáculos). A sua principal função é prevenir o usuário da completa obstrução de informações sobre a rota de fuga e/ou equipamentos de combate a incêndio, causada pela presença de fumaça. Além de elevar o risco de morte por asfixia e intoxicação, a fumaça tende a ocultar a sinalização de nível superior (1,8m do piso acabado). A sinalização ao nível do solo, por ser instalada diretamente no pavimento, garante que mesmo na presença de fumaça as rotas de saída permanecerão visíveis.
2017-06-01
Lâminas fotoluminescentes: Muito mais que simples demarcação

A sinalização ao nível do solo é muito mais do que organização do ambiente (demarcação de mesas, armários, máquinas e demais obstáculos). A sua principal função é prevenir o usuário da completa obstrução de informações sobre a rota de fuga e/ou equipamentos de combate a incêndio, causada pela presença de fumaça. Além de elevar o risco de morte por asfixia e intoxicação, a fumaça tende a ocultar a sinalização de nível superior (1,8m do piso acabado). A sinalização ao nível do solo, por ser instalada diretamente no pavimento, garante que mesmo na presença de fumaça as rotas de saída permanecerão visíveis.

Mas serem fotoluminescentes não chega!
Por serem instalados no solo, os sinais devem garantir resistência ao desgaste e características antiderrapantes.

Garantias das lâminas para instalação direta no pavimento

A credibilidade dos produtos está fundamentalmente associada às referências normativas utilizadas na sua fabricação e desenvolvimento. Por isso, além do desempenho fotoluminescente que a norma NBR13434 recomenda, os produtos para instalação direta no solo devem adicionalmente garantir resistência ao desgaste (porque pessoas vão caminhar por cima) e serem antiderrapantes (para evitar que as pessoas escorreguem).

Resistência ao deslizamento (escorregamento)

Basicamente as rotas de saída representam obstáculos e por vezes desníveis que se mostram verdadeiras ameaças aos usuários de uma edificação. Os sinais de nível superior até podem alertar mas, em situações de pânico, não previnem deslizes e quedas uma vez que o incidente está associado a uma série de variáveis tais como condições de umidade do solo e níveis de atenção e visibilidade.

Coeficiente estático de fricção (atrito)
A Everlux realizou vários testes para garantir que as suas lâminas de policarbonato possuem um atrito superior ao recomendado por várias normas internacionais:

  •   De acordo com a norma internacional ISO 10545-17, as lâminas de policarbonato da Everlux possuem um coeficiente de atrito de 0,59 que é considerado um atrito satisfatório para locais onde se requer resistência ao escorregamento.

  •  De acordo com a norma americana ASTM C 1028, que mede o coeficiente de atrito estático, as lâminas de policarbonato da Everlux possuem um coeficiente de atrito de 0,76 em ambiente seco e 0,71 em ambiente molhado o que as caracteriza como um produto antideslizante para ambos os ambientes. A Occupational Safety and Health Administration (OSHA) prescreve como coeficientes de atrito mínimo 0,5 para ambiente secos e 0,6 para ambiente molhados. A United States Access Board recomenda um atrito mínimo de 0,6 para ambientes secos e molhados, na sequência da promulgação da lei dos Americanos com Deficiência (ADA).

  •  De acordo com a norma alemã DIN 51130: 2004 as lâminas de policarbonato da Everlux possuem uma classificação (R10) que significa um produto seguro para aplicação nos pavimentos de cozinhas comerciais, hotéis, salas de exposição e vendas, estabelecimentos comerciais, banheiros, lavabos, vestiários, lavanderias, armazéns, estacionamentos, escolas, serviços de saúde (laboratórios, consultórios, farmácias, salas de espera) e locais similares.

Resistência à abrasão (desgaste)

Os revestimentos de pavimentos de forma geral são expostos a desgaste devido a partículas de poeira e sujeiras trazidas nas solas dos sapatos de seus usuários, dependendo por isso a longevidade dos produtos à sua resistência a tal desgaste.

Classe de resistência ao desgaste

De acordo com a norma internacional ISO 10545-7: 2000, as lâminas de policarbonato da Everlux possuem uma classificação de PEI IV (Porcelain Enamel Institute – classe 4). Essa classificação representa que as lâminas são seguras para locais sujeitos a movimentação regular de máquinas e pedestres com algumas poeiras abrasivas, tais como entradas em geral, cozinhas, espaços comerciais, hotéis, salas de exposição e vendas e similares.

Lâminas Everlux

As lâminas autoadesivas fotoluminescentes da Everlux são consideradas produtos antiderrapantes e seguros tanto para pavimentos de ambientes secos como molhados e apresentam uma alta resistência ao desgaste provocado pelo tráfego de pessoas e movimentação de objetos.
As características técnicas, certificados e ensaios referidos estão disponíveis para comprovar o total atendimentos das lâminas de policarbonato da Everlux face ao seu desempenho fotoluminescente (norma e legislação brasileira) mas também, e adicionalmente, face às suas características de antideslizamento e desgaste (normas internacionais).
Certifique-se sempre de que o material que pretende adquirir cumpre os requisitos mínimos de segurança, evitando o agravamento de acidentes e guiar de forma segura o usuário até à saída final.

Conte com a Everlux para esclarecimento de quaisquer dúvidas.

2016-11-30
Existe tamanho padrão para o sinal de extintor?
Não existe tamanho padrão para os sinais de equipamentos de combate a incêndio e rotas de saída!
2016-11-30
Existe tamanho padrão para o sinal de extintor?
Qual o tamanho normal para um sinal de extintor?

Não existe tamanho padrão para os sinais de equipamentos de combate a incêndio e rotas de saída!
Sempre que pretendermos sinalizar um extintor, a pergunta que devemos fazer é:
- "Qual a distância máxima a que devemos visualizar o sinal?”
Após termos resposta a esta pergunta, então escolhemos o tamanho adequado para o sinal.

A norma brasileira ABNT NBR 13434-2, indica a fórmula para cálculo da medida dos sinais em função da distância a que devem ser observados* e tem também incluída uma tabela com alguns cálculos. Por exemplo um sinal quadrado com uma largura de 134mm (134x134mm) permite uma distância de observação até os 6m**.
Devemos notar que essa tabela da norma é apenas para ter como exemplo de cálculo e não como uma obrigação. Simplificando, não são necessariamente essas as medidas que devem ser utilizadas dado que normalmente as medidas comerciais são diferentes porque são dimensionadas para reduzir desperdícios, barateando dessa maneira o custo dos sinais.
Ademais, o objetivo de qualquer norma é garantir um nível mínimo de qualidade, o que quer dizer que acima desse mínimo pode ser utilizado qualquer valor. No caso das medidas comercializadas pela Everlux, para garantir uma distância de observação de 6 metros a um sinal quadrado de extintor, a medida mínima deve ser de 150x150mm (ver página 15 do catálogo Everlux), podendo também ser utilizada qualquer outra medida superior.

Por isso, sempre que lhe falarem de medidas de sinais padrão ou mínimas sem levar em consideração a distância de observação, desconfie!

Envie-nos as suas dúvidas ou sugestões para o email comercial@everlux.com.br ou contate-nos através do telefone (11) 4035 6262.
Não se esqueça, ao adquirir sinais exija sempre uma cópia da certificação e não se deixe enganar pelos laudos!

_______

*
  - Área do sinal (A, em metros quadrados), deve ser maior que a sua distância de observação (L, em metros) elevada ao quadrado e dividida por 2000 (ver página 2 da norma brasileira ABNT NBR 13434-2: 2004).

** ver página 3 da norma brasileira ABNT NBR 13434-2: 2004.

2016-09-21
A urgência para a vistoria do Bombeiro!
Habitualmente, e não só no Brasil, os pedidos de sinalização de segurança são revestidos de extrema urgência na entrega porque a vistoria dos bombeiros é para muito breve, normalmente no dia seguinte. Nada de extraordinário para a Everlux que está sempre pronta para uma rápida resposta.
2016-09-21
A urgência para a vistoria do Bombeiro!

Habitualmente, e não só no Brasil, os pedidos de sinalização de segurança são revestidos de extrema urgência na entrega porque a vistoria dos bombeiros é para muito breve, normalmente no dia seguinte. Nada de extraordinário para a Everlux que está sempre pronta para uma rápida resposta.

O real problema que está por detrás dessa urgência é que todos os envolvidos são levados a pensar que a sinalização é apenas um capricho momentâneo e que depois da vistoria já não interessa. Nada mais equivocado; o objetivo da sinalização de segurança é salvar vidas!

Por este motivo, há grande interesse das entidades regulamentadoras em desmistificar a crença equivocada "do momento da vistoria” e passar a importância muito para além desse momento, ou seja, durante a utilização do espaço. Dessa forma o projeto de atualização da norma (ABNT NBR 13434) prevê que os sistemas de sinalização de segurança sejam inspecionados regularmente e que seja feito o registro de necessidades de limpeza e faltas de sinalização.

Mas, como registrar as faltas de sinalização se não houver um projeto de execução da sinalização de segurança?
Saberemos onde os sinais estavam instalados no momento da vistoria? Será que caíram alguns sinais?

Para responder a estas questões, e fazer face à futura nova norma, o ideal será haver um projeto completo de execução onde constará a localização, tipo e medida da sinalização instalada e vistoriada pelo bombeiro. Dessa maneira, quando for realizada a inspeção, todas as faltas de sinalização poderão ser constatadas e documentadas para posterior reposição.

O software Everlux-project proporciona a execução desse tipo de projeto.




Envie-nos as suas dúvidas ou sugestões para o email comercial@everlux.com.br ou contate-nos através do telefone (11) 4035 6262


2016-08-23
Obrigatoriedade da Sinalização de agente extintor
Sabe porque não devemos utilizar um sinal que identifique simultaneamente a localização do extintor e do respectivo agente extintor?
2016-08-23
Obrigatoriedade da Sinalização de agente extintor

A Everlux sempre defendeu a separação entre sinalização de nível superior e nível intermediário: a sinalização instalada ao nível superior (acima de 1,8m), deve ser visualizada por todos os usuários de um espaço, enquanto a de nível intermediário é para visualização de uma única pessoa – o utilizador de determinado equipamento. Naturalmente, por suas características funcionais, não se deve misturar os dois conceitos.

É fácil argumentar que fica menos onerosa a aquisição de um sinal que contenha os dois conceitos, como por exemplo o sinal de extintor e agente extintor.


Porque não devemos utilizar um sinal que identifique simultaneamente a localização do extintor e do respectivo agente extintor?

Simplesmente porque não permite que a sinalização cumpra a sua função: ser visível por todos os usuários de um mesmo espaço e ao mesmo tempo ser interpretada pelo utilizador do extintor. A sinalização de nível superior deve garantir uma comunicação rápida e intuitiva e, pelo contrário, a sinalização de nível intermediário deve ser interpretada, ou seja, contém informações complementares que necessitam de leitura ou associação de símbolos para a sua interpretação.

A importância de informar o conteúdo do extintor (agente extintor) é justamente instruir o usuário quanto ao tipo de foco de incêndio contra o qual o equipamento deve ser utilizado, prevenindo inclusive o agravamento do incidente. Por esse motivo, a revisão da norma ABNT NBR 13434, em fase de finalização, prevê a instalação do sinal de agente extintor imediatamente acima do equipamento (10cm a 15cm) e o sinal de extintor a uma altura mínima de 1,8m do pavimento.


O sinal de agente extintor pode inclusivamente permitir a identificação do número do extintor, como exemplificado nas fotos, evitando trocas de extintores, potencialmente perigosas, após as ações de manutenção.

Envie-nos as suas dúvidas ou sugestões para o e-mail comercial@everlux.com.br ou contate-nos através do telefone (11) 4035 6262.

Não se esqueça, ao adquirir sinais exija sempre uma cópia da certificação e não se deixe enganar pelos laudos!


2016-06-16
O fotoluminescente na sinalização de segurança
fotoluminescência é o processo através do qual uma substância absorve fotons (energia electromagnética) e depois os emite no escuro.
2016-06-16
O fotoluminescente na sinalização de segurança

A fotoluminescência é o processo através do qual uma substância absorve fotons (energia electromagnética) e depois os emite no escuro. De uma forma mais simples: ser fotoluminescente é ter a capacidade de absorver energia e brilhar no escuro!

Desde o início do séc. XVII, altura em que Vincenzo Casciarolo descobriu o "fósforo de Bolonha”, que as propriedades fotoluminescentes dos materiais vão sendo estudadas. No final do séc. XVII Hennig Brand isola pela primeira vez o elemento químico "fósforo”, responsável pelo brilho dos materiais, possibilitando o contínuo desenvolvimento do estudo da luminescência e respectivas aplicações, como no caso da sinalização de segurança.

Os sinais da Everlux são evidência dessa evolução sendo atualmente compostos por aluminatos alcalino-terrosos, isentos de fósforo e sem qualquer tipo de substância radiativa.

O efeito fotoluminescente na sinalização de segurança é extremamente importante dado que em caso de falha da força ou propagação de fumaça é fundamental para os ocupantes conseguirem deslocar-se para as rotas de saída corretas. A sinalização de segurança fotoluminescente, porque é visível no escuro, garante a correta identificação das rotas de saída bem como a localização de equipamentos de combate a incêndio em todas as situações.

Os requisitos normativos e legislativos existentes a nível mundial são essenciais no desenvolvimento dos produtos da Everlux. Estando em rigoroso cumprimento com as diferentes normas internacionais, nomeadamente a norma brasileira da ABNT NBR 13434, partes 1, 2 e 3, os valores de luminância e período de atenuação garantem um desempenho eficaz em situações de emergência.

Para garantir o bom desempenho da sinalização fotoluminescente a Everlux possui laboratório de qualidade próprio onde todos os lotes fabricados são testados. Além disso, os produtos da Everlux possuem certificado de qualidade, válido internacionalmente, e o próprio laboratório de qualidade é acreditado.

A norma nacional ABNT NBR 13434, parte 3 e diversas legislações estaduais referem como compulsória a marcação dos sinais com o seu desempenho, normalmente no canto inferior direito dos sinais, contendo 3 indicadores:
  • (1) valor da intensidade luminosa aos 10 minutos após a extinção das fontes de luz;
  • (2) valor da intensidade luminosa aos 60 minutos após a extinção das fontes de luz;
  • (3) período de atenuação (autonomia) dos sinais - tempo em que os sinais permanecem visíveis no escuro.




Além desses 3 indicadores é também exigido o nome do fabricante ou marca ou CNPJ e os códigos de cor durante o período de estimulação (recebendo luz) e autonomia (brilhando no escuro) do sinal.

E não se esqueça: Sempre que adquirir sinais de segurança fotoluminescentes exija a certificação!

Para visualizar todos os modelos de sinalização de segurança, acesse o Catálogo Everlux.

E para quem busca a conveniência para compras em casa ou em Home Office, a Everlux conta com a sua Loja Online com entrega para todo o país.


2016-03-03
Everlux e sustentabilidade!
A Everlux é uma marca de sinalização fotoluminescente, ou seja, um produto que brilha no escuro sem necessidade de energia elétrica. Este é um elemento, por si só, altamente diferenciador em termos de sustentabilidade porque não gasta energia.
2016-03-03
Everlux e sustentabilidade!
A Everlux é uma marca de sinalização fotoluminescente, ou seja, um produto que brilha no escuro sem necessidade de energia elétrica. Este é um elemento, por si só, altamente diferenciador em termos de sustentabilidade porque não gasta energia.

Os produtos Everlux são constituídos por uma base de PVC e um revestimento fotoluminescente composto por uma mistura de resinas, tintas e pigmentos fotoluminescentes.

A Everlux recorre a laboratórios reconhecidos para testar os seus produtos quanto à toxicidade através de ensaios segundo a norma EN 71-3. Este ensaio simula o contato do produto com a boca e com o tato. Os produtos Everlux estão em conformidade com a norma, sendo por isso completamente seguros em termos de toxicidade.

Sendo um produto seguro, quais os conselhos para uma melhor sustentabilidade?

Aumento do ciclo de vida
Os materiais que constituem os sinais da Everlux têm um ciclo de vida longo. Isto quer dizer que, com uma instalação e manutenção adequadas, desempenharão a sua função por elevado período de tempo, motivo pelo qual a Everlux oferece uma garantia de 5 anos.A
forma correta de instalar os sinais poderá ser encontrada no documento "Guia de instalação dos sinais”, em downloads na página de internet www.everlux.com.br. A manutenção dos sinais deverá ser feita de acordo com os documentos "Fichas técnicas”, sendo estas também encontradas na mesma página de internet.

Descarte
Se por algum motivo o sinal já não está em condições e é necessário o seu descarte, basta colocá-lo na lixeira da separação de resíduos junto com os produtos plásticos.

Como a Everlux faz a separação dos seus resíduos industriais?

Os resíduos que a Everlux produz são aparas de PVC fotoluminescente, restos de tintas e vernizes.
Estes resíduos são tratados de forma diferenciada atendendo à sua natureza e nível de perigosidade para o ambiente. Assim os resíduos de aparas de PVC fotoluminescente são recolhidos por empresa certificada para posterior tratamento e valorização, por exemplo na utilização para a fabricação de tubulações. A valorização destes resíduos e a sua transformação em novos materiais permite poupar recursos naturais.
As lamas industriais (mistura de água, tintas e vernizes) são separadas, armazenadas em depósitos específicos, recolhidas e tratadas por empresas certificadas pela CETESB que asseguram o seu correto encaminhamento e eliminação. Em cada recolha deste resíduo, o nível de poluentes é medido e comparado com padrões normais.

A Everlux vem fazendo contínuos investimentos em tecnologia para obter um processo de produção limpo sem qualquer tipo de agressão ao meio ambiente. Por exemplo, na sua planta Brasileira nunca utilizou tintas à base de solventes, o que significa um ambiente de trabalho mais saudável e seguro para os seus colaboradores.

Everlux, empresa consciente e produto sustentável!
2016-01-04
Everlux – Autonomia dos sinais
Por quantas horas a sinalização de segurança deve ficar visível? A parte 3 da norma ABNT NBR 13434 refere que o desempenho mínimo da sinalização básica seja de 140/ 20 – 1800 – K - W. Isto quer dizer que:
2016-01-04
Everlux – Autonomia dos sinais

Por quantas horas a sinalização de segurança deve ficar visível?

A parte 3 da norma ABNT NBR 13434 refere que o desempenho mínimo da sinalização básica seja de 140/ 20 – 1800 – K - W. Isto quer dizer que:

  • 10 minutos depois de apagar a luz, os sinais devem ter um brilho mínimo de 140mcd/m2 (milicandelas por metro quadrado);
  • 60 minutos depois de apagar a luz, os sinais devem ter um brilho mínimo de 20mcd/m2
  • Os sinais devem permanecer visíveis no escuro (tempo de atenuação) por um tempo mínimo de 1800 minutos.
  • K e W são códigos de cor referentes aos períodos em que o sinal está recebendo luz e no escuro.

Assim, para que um sinal esteja de acordo com a norma, e com as legislações vigentes, deve cumprir todos esses requisitos e não apenas o tempo de atenuação!

Não basta que o sinal esteja visível por 1.800 minutos para que cumpra a norma; deve também possuir um brilho superior a 140mcd/m2 aos 10 minutos e 20mcd/m2 aos 60 minutos. Adicionalmente, estas informações devem estar inscritas no próprio sinal.

Com o aumento da conscientização e, infelizmente, após alguns incidentes, o mercado está se atentando quanto a estes requisitos e a importância deles, afinal esta é a única forma de ter conhecimento dos produtos que estão sendo adquiridos, sabendo também que com produtos que cumprem integralmente a norma não haverão complicações no futuro devido ao mau desempenho da sinalização.

Com esta identificação o fabricante assume toda a responsabilidade pela qualidade e desempenho da sinalização.

Os produtos Everlux têm um desempenho mínimo superior às exigências da ABNT NBR 13434-3, tendo: 170 / 22,5 – 2250 – K – W.

Além da informação do desempenho dos sinais impressa nos mesmos, a Everlux possui certificação do processo de fabricação, garantindo a uniformização da qualidade e atendimento à norma de todos os sinais comercializados.


2015-11-25
Everlux no Museu do Amanhã
De onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? E como queremos ir?
2015-11-25
Everlux no Museu do Amanhã
De onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? E como queremos ir?

Este é o Museu do Amanhã. Um espaço para estimular a imaginação de possibilidades, aplicando dados e recursos da ciência para uma experiência cultural, política e ética para a construção de um mundo melhor.

Também a Everlux tem perfeita consciência do que é, do que representa e onde pretende chegar. Foi este alinhamento que permitiu que a Everlux, a maior especialista em sinalização de emergência fotoluminescente do Brasil, fosse eleita para fornecer sinalização de mais elevada tecnologia - Excellence by Everlux - para o museu mais tecnológico do Brasil.

Uma parceria do futuro com a alta tecnologia do presente, Excellence by Everlux.


2015-11-02
Os sinais devem ter o CNPJ?
2015-11-02
Os sinais devem ter o CNPJ?
Será obrigatório utilizar o CNPJ da empresa na rotulagem dos Sinais de Emergência?

A sinalização de segurança fotoluminescente tem como finalidade a redução do risco de ocorrência de incêndio, alertando para os riscos existentes, e garantir que, em uma situação de emergência, seja facilitada a localização dos equipamentos de combate a incêndio e que as pessoas sejam orientados às rotas de saída para o abandono seguro da edificação.

De acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT NBR 13434 - parte 3, todos os elementos de sinalização devem ser identificados, de forma legível na face exposta, com a identificação do fabricante, sendo: ou o nome do fabricante ou a marca registrada ou o número do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

Então porque a Everlux não utiliza o CNPJ na rotulagem de seus sinais?

A Everlux acredita que, por trás de uma sinalização de emergência, há uma enorme responsabilidade envolvida, pois é através dessa sinalização que as pessoas irão se guiar para uma evacuação de emergência. Portanto, ao imprimir nossa marca registrada nos sinais, fornecemos ao usuário importantes informações para identificar um produto de uma empresa de credibilidade mundial, trazendo ao usuário a certeza e a garantia de ter adquirido um produto de qualidade.

A marcação de um sinal simplesmente através de um CNPJ é algo que dificulta a identificação do fabricante. Além disso, uma empresa pode encerrar suas atividades com um CNPJ, que estava impresso nos sinais, e reiniciar a comercialização com um outro CNPJ tornando-se muitas vezes impossível identificar e responsabilizar um fabricante pelo mal desempenho e qualidade de seus produtos.
É pensando nisso que a Everlux utiliza sua marca registrada. Os produtos Everlux possuem certificação de produção, não um simples laudo, e atendem a todos os requisitos exigidos pela Norma Brasileira ABNT NBR 13434-3, trazendo para si toda responsabilidade de seus produtos.

Por alguma desinformação alguns parceiros nos têm referido que lhes está sendo exigida a marcação dos sinais com o CNPJ. No caso dos produtos da Everlux, porque já têm a marcação com a marca registrada, essa exigência não tem fundamento legal ou normativo.

A Everlux não se esconde atrás de um CNPJ!
2015-04-06
A mentira escondida no laudo?

A mentira escondida no laudo

Um laudo garante alguma conformidade? O que é um laudo?

Um laudo é um simples registro de um único ensaio ou teste.

Na área da sinalização qualquer entidade, incluindo o leitor, pode fazer ou mandar fazer um sinal de segurança e mandar testá-lo! O laboratório para onde é enviado esse sinal vai fazer os testes tendo como referencial um procedimento de ensaio, que é o requerente que define. Esse procedimento pode ser válido no Brasil, através de norma brasileira ou norma estrangeira reconhecida no Brasil ou nem sequer ser reconhecido no Brasil e, mesmo assim, ser emitido.

Mais; pode-se produzir um sinal e mandar testá-lo. Qual a garantia de que se conseguirá produzir outro sinal com as mesmas características?

Nenhuma!

Ou pior, se alguém agindo de má-fé, mandar testar um sinal especialmente produzido para o efeito e depois comercializar no mercado sinais de má qualidade, apregoando que tem CERTIFICADO, como se garante a qualidade? Não se garante!

Um laudo não é mais do que uma simples medição de um sinal - NÃO TEM PRAZO DE VALIDADE, tem apenas uma data de ensaio.

Um laudo não garante qualidade, um laudo não é um certificado.

Vem acontecendo no mercado, empresas que se dizem fabricantes de sinalização de segurança, terem um laudo com determinados valores de fotoluminescência (brilho dos sinais), dizerem que são certificadas e depois fabricarem produtos de qualidade muito inferior!

Caro leitor, não se deixe enganar!

Um laudo é habitualmente indício de fraude!

Quando adquirir sinalização de segurança, exija do seu fornecedor um CERTIFICADO de qualidade. Não acredite nos laudos!

O certificado garante que o sistema de fabricação da sinalização está de acordo com um determinado procedimento e que para ser válido tem que ser reconhecido no Brasil. Tem que atender a norma ABNT NBR 13434-3.

O certificado é emitido por uma entidade certificadora, que não é um simples laboratório de ensaios, e é essa entidade que escolhe aleatoriamente os sinais que serão ensaiados. Um certificado tem DATA DE VALIDADE.

Os produtos Everlux e Everlux-LLL estão certificados pela Lloyd’s Register.

next page